Micoses e erupções cutâneas relacionadas com o estresse

Escrito por helen jain | Traduzido por ana rodrigues
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Micoses e erupções cutâneas relacionadas com o estresse
Erupções cutâneas são muitas vezes causadas ​​por estresse (Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images)

Micoses e erupções cutâneas são problemas que aparecem na pele. A pele torna-se descolorida, geralmente vermelha ou com a aparência de urticária, e muitas vezes se sente coceira e incômodo. No caso da micose, o fungo é semelhante a uma brotoeja, mas se transforma num círculo formando um anel. No caso de erupções relacionadas com o stress, elas pode ter origem dele ou o stress pode fazer uma erupção já existente piorar, dependendo da situação.

Outras pessoas estão lendo

Micose

A micose é um tipo de erupção cutânea causada por um fungo. Segundo a Dra. Melissa Conrad Stoppler, um escritora do site Medicine Net, originalmente foi pensado ser originada de um verme, e o nome "micose" foi mantido mesmo depois que foi descoberto ter origem de um fungo. Ela tradicionalmente forma pequenos anéis que se assemelham a vermes sob a pele. Os anéis podem expandir com o tempo ou permanecer no mesmo lugar, embora alguns tipos, como o pé de atleta ou a micose no rosto, formem erupções na pele, em vez de anéis.

Erupções causadas pelo estresse

As erupções cutâneas causadas por estresse geralmente se assemelham à erupções comuns de alergias, dermatite de contato, vírus, bactérias ou medicamentos. A menos que a erupção surja em um momento de alto estresse - como antes ou durante uma apresentação - que gradualmente diminui após a situação, é importante ter a lesão avaliada por um médico. Somente um médico pode dizer que é relacionada ao estresse e não causada por bactérias, vírus, alergias ou plantas, como a hera venenosa. Para erupções causadas por estresse, os tratamentos incluem anti-histamínicos para minimizar a coceira e atividades como meditação e exercícios de respiração para reduzir o stress.

Reações de erupções cutâneas ao estresse

As erupções cutâneas causadas por hera venenosa, bactérias, vírus, fungos ou alergias são geralmente agravadas pela adição de stress. Segundo o site Itchy Skin Rash, um esforço extra pode baixar o sistema imunológico, permitindo a erupção a piorar. Para tratar erupções cutâneas que pioram a partir do stress, tome ou use qualquer medicação conforme a orientação do médico, como um medicamento anti-fúngico específico para micose ou um antibiótico para a bactéria que causou erupções cutâneas, e, em seguida, trabalhe a redução do estresse. Sempre tome a medicação apropriada para lidar com a erupção. Se ela não é causada por stress, exercícios para sua redução, por si só, não serão suficientes para livrar-se dela.

Minimizando o risco de erupções

Em geral, erupções cutâneas, como micose e aquelas transmitidas através do contato são minimizadas por não compartilhar itens como toalhas, escovas e roupas, bem como pelo uso de sapatos em locais públicos, tais como piscinas. No caso de erupções cutâneas causadas por plantas, aprenda quais causam a lesão e sua aparência, evitando-as.

As erupções cutâneas provocadas por bactérias, vírus ou as reações do corpo, tais como as alergias são mais difíceis de evitar. No caso de alergias, se a pele eclode uma vez em urticárias, o problema pode ser interrompido, evitando o objeto, como um novo sabão ou detergente de roupa, que as ocasionou. As bactérias e vírus podem ser evitados, dependendo de onde eles vêm. Praticar a redução do estresse geralmente pode minimizar os problemas relacionados a ele. Meditação, chás calmantes, música suave ou exercícios de respiração podem ajudar.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível