Os micro-organismos encontrados no esgoto

Escrito por kay tang | Traduzido por kelly isayama
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Os micro-organismos encontrados no esgoto
Certas formas de micro-organismos no esgoto são essenciais para o processo de decomposição (Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images)

Micro-organismos encontrados no esgoto se originam de duas fontes: do solo e do resíduo sanitário. Um mililitro de esgoto tipicamente contém entre 100.000 e 1 milhão de micro-organismos. Embora a maioria desses organismos, como vários tipos de bactérias, possua um papel essencial na decomposição de resíduos e seja considerada um componente integral da matéria orgânica, alguns exemplares são patogênicos ou causadores de doenças e são uma ameaça à saúde pública.

Outras pessoas estão lendo

Bactérias parasitárias

Bactérias são organismos unicelulares que se proliferam na matéria suspensa, como o lodo. Quando elas encontram um suprimento de nutrientes, se alimentam ao captar as moléculas diretamente através da parede celular e se reproduzem rapidamente. Entre os inúmeros tipos de bactérias encontradas no esgoto, os tipos mais comuns são os coliformes fecais, que se originam no intestino humano e se locomovem através do material fecal evacuado. Essas bactérias parasitárias precisam de um hospedeiro vivo e um suprimento de nutrientes prontamente disponível.

Bactérias patogênicas

Formas específicas de bactérias parasitárias produzem toxinas que causam doenças no hospedeiro. Esses tipos patogênicos podem ser eliminados por pessoas que sofrem de disenteria, cólera, febre tifoide e outras doenças intestinais. Patógenos tipicamente encontrados nos esgoto incluem Salmonella, Shigella, E. coli, Streptococcus, Pseudomonas aeroginosa, Mycobacterium e Giardia lamblia. As crises de shigelose são resultantes de mariscos contaminados por fluxos de águas residuais. Devido ao crescimento populacional e o aumento de descargas residuais na água, a abundância resultante de bactérias patogênicas sobrecarrega os processos naturais de decomposição e diluição.

Bactérias saprófitas

As bactérias saprófitas ingerem substâncias orgânicas mortas, o que ajuda a quebrar o resíduo em subprodutos orgânicos e inorgânicos. Essas bactérias têm um papel essencial no tratamento do esgoto, facilitando ou acelerando o processo de decomposição da matéria orgânica. Sem elas, a decomposição pode não ocorrer. As diferentes espécies de bactérias saprófitas morrem depois de executarem suas tarefas nesse estágio relevante do processo de decomposição da matéria.

Vírus

Entre os micróbios encontrados no esgoto estão os vírus, que são entidades parasitárias que necessariamente precisam de um hospedeiro para poderem crescer, se alimentarem e reproduzirem. Os vírus patogênicos que existem nas águas de descarga de resíduos incluem o da pólio e o da hepatite. Vários vírus intestinais, como o da Coxsackie, o adenovírus e o ECHO, também conhecido como órfão citopático entérico humano, também são encontrados nos efluentes de esgotos. Outro tipo comum de vírus, que parasita bactérias ao invés de humanos, é conhecido como fago ou bacteriófago. Ao contrário das bactérias, o número de vírus patogênicos encontrados no esgoto é pequeno. Um único vírus infeccioso pode existir no meio de uma estimativa de um milhão de coliformes.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível