×
Loading ...

Migração: vantagens e desvantagens

A migração é o movimento de pessoas de um país ou região para outra. Às vezes, a migração é voluntária. Já em outros casos, as pessoas são forçadas a se mudarem. A razão principal para a migração voluntária são as oportunidades economicamente melhores. A Organização Internacional de Migração estima que existam atualmente 214 milhões de migrantes em todo o mundo. As migrações podem ocorrer em qualquer nível, desde intercontinental para intracontinental a inter-regional, ou seja, a migração dentro do mesmo país.

A migração é o movimento de pessoas de um país ou região para outra (Jupiterimages/Goodshoot/Getty Images)

Oportunidades econômicas

Se uma pessoa não consegue encontrar um emprego na região onde mora, a melhor opção pode ser a de procurar emprego em outro lugar. Um migrante pode ter um emprego, mas ele pode querer mudar para um lugar com melhores condições de vida e mais atividade econômica. Alguns locais oferecem mais oportunidades educacionais para um avanço na carreira e uma estrutura de classes mais maleável que a de outras sociedades.

Loading...
Ellis Island, em Nova York, foi o ponto de entrada nos Estados Unidos para muitos migrantes (Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images)

Liberdade cultural

Um dos maiores motivos para a migração de pessoas é a liberdade em várias áreas de vida. Por exemplo, a liberdade religiosa pode ser um fator importante para um migrante que não pode praticar sua religião abertamente em seu próprio país. Um estudante pode ir para outro país em busca de liberdade acadêmica. As pessoas que se acham culturalmente diferentes podem pensar que seu comportamento é mais tolerado em um lugar novo e eles poderão negociar alguns dos benefícios de sua sociedade natal para explorar tais comportamentos.

Um estudante pode ir para outro país em busca de liberdade acadêmica (Visage/Stockbyte/Getty Images)

Choque cultural

A migração põe as pessoas em contato com outros estilos de vida bastante diferentes. O choque cultural é a dificuldade que as pessoas têm de se ajustarem a uma nova cultura. A parte mais difícil do choque cultural para os migrantes é que eles não têm nenhum plano para voltar para casa; então, são forçados a aceitar novas culturas e aprenderem a comportarem-se de maneiras diferentes. O idioma é uma diferença óbvia para os migrantes, tornando-se difícil ter comunicações básicas diárias se a língua for completamente diferente em comparação a do seu país de origem. Outras diferenças incluem a alimentação, roupa e a música.

É possível que os migrantes precisem aprender outro idioma (Creatas/Creatas/Getty Images)

Diferenças ambientais

A migração leva pessoas para novos lugares e novos climas. Uma mudança de cenário pode ser interessante para novos migrantes, mas muitos apresentam dificuldades para acostumaram seus corpos a grandes mudanças climáticas. Por exemplo, alguns países como a Coreia apresentam altitudes mais elevadas e isso pode ser um choque para migrantes que possuem problemas respiratórios.

A Coreia apresenta altitudes bastante elevadas e isso pode ser um choque para os migrantes (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Deixar pessoas para trás

Os migrantes devem deixar os familiares e amigos para trás quando viajam para um lugar novo. Mudar-se para outro lugar desfaz o sistema social de apoio do migrante e também qualquer tipo de posição social obtida na localidade de origem. Os migrantes normalmente levam consigo seus familiares mais próximos, mas às vezes até estes mais são deixados para trás. Assim, o migrante acaba precisando enviar dinheiro para eles para dar apoio financeiro. A Organização Internacional de Migração estima que os migrantes enviaram para casa U$414 bilhões de dólares, em remessas, no ano de 2009.

Às vezes, migrantes precisam deixar suas famílias para trás e mandar dinheiro para dar apoio financeiro (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)
Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...