O que é a miose?

Escrito por tammie painter | Traduzido por ricardo torres iupi
O que é a miose?
A miose é um evento fisiológico, porém, se for constante, pode significar uma condição perigosa (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

A pupila se dilata e contrai como parte normal de sua função. Um dos motivos para que esses movimentos ocorram, é permitir que a pupila se dilate para receber mais luz em situações de pouca luminosidade, e se contraia para proteger o olho de uma luz intensa. No entanto, quando as pupilas permanecem contraídas, independentemente da intensidade luminosa no ambiente, elas se tornam um motivo de preocupação.

Diagnóstico

Como o olho contrai naturalmente na presença de uma luz intensa, diagnosticar uma miose constante requer um ambiente escuro e a observação da sua reação. A maneira mais rápida de realizar isso é pedir ao paciente para ele fechar os olhos por alguns segundos. Ao abri-los, as pupilas normalmente estarão dilatadas, sendo possível vê-las contraindo na luz. Em pessoas com miose constante, as pupilas não dilatarão quando o olho estiver fechado, não sendo observado uma alteração do tamanho da pupila ao abrir os olhos. Se o paciente estiver inconsciente, cubra seus olhos com a mão ou um pano opaco, removendo-o em seguida para simular a abertura e o fechamento ocular.

Causas

Esse problema geralmente é causado pelo uso ou overdose de opiáceos, além da hemorragia na região pontina do cérebro e da exposição à substâncias químicas. Sinais do uso de opiáceos incluem detectar drogas no sangue ou marcas de agulhas no corpo. A hemorragia pontina geralmente é causada por um traumatismo craniano, já a exposição química devido a organofosforados e agentes neurotóxicos. Ambas as substâncias são encontradas em muitos fertilizantes e herbicidas. Se uma pessoa em um ambiente agrícola estiver com essa condição, a causa provavelmente é a exposição à substâncias químicas.

Retornando as pupilas ao normal

O tratamento das pupilas com miose constante depende da etiologia da condição, porém, em todos os casos, o paciente precisa ser levado à sala de emergência. No caso de opiáceos ou exposição a produtos químicos, o paciente precisará de uma limpeza no seu organismo com um contra-agente para remover as toxinas. Em casos de hemorragias, os médicos de emergência primeiramente irão aliviar qualquer pressão sobre o cérebro, evitando assim mais danos a ele. O tempo e a recuperação da causa é a única forma de resolver o processo.

Benefícios

Apesar dessa condição não beneficiar uma pessoa diretamente, ele é uma importante ferramenta diagnóstica para os técnicos de emergência e médicos. Pelo fato do número limitado de motivos que provocam essa miose nas pupilas, isso facilita um diagnóstico mais rápido e um início mais ágil do tratamento.