Moda dos anos 1940

Escrito por nancy hayden | Traduzido por pina bastos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Moda dos anos 1940
As mulheres costumavam usar calças para trabalhar durante a guerra (George Marks/Retrofile/Getty Images)

A Segunda Guerra Mundial teve um imenso efeito na moda durante a maior parte dos anos 1940. Por causa do racionamento de itens como o náilon e dos limites colocados nos tecidos, os estilistas foram forçados a mudar o corte e os estilos das roupas. Outras modas entraram em voga em virtude da necessidade durante os anos de guerra. No entanto, através das adaptações, o visual da época ainda era glamouroso e harmonioso.

Outras pessoas estão lendo

Vestidos

O corte básico de um vestido de mulher nos anos 1940 era uma saia evasê que se estendia até abaixo do joelho, plissada e fluida, com uma cintura marcada quase sempre com cinto, e ombros com decote quadrado e mangas compridas ou curtas e bufantes. Durante o tempo da guerra, essa silhueta se manteve mais ou menos inalterada, com as cinturas e os corpetes estreitos e os ombros largos. Entretanto, as bainhas subiram e as saias passaram a ser cortadas mais estreitas em um esforço para gastar menos pano. Padrões mais coloridos, como bolinhas, deram lugar a cores mais sombrias, como azul marinho ou cinza. Os vestidos costumavam ser feitos de algodão ou viscose, em vez de seda.

Costumes femininos

Os conjuntos femininos, ou taiêrs, entraram em voga no fim dos anos 1930 e tornaram-se ainda mais populares na década seguinte. Um mote da época era "faça e conserte", e esses conjuntos de saia e casaco habilitavam as mulheres a misturar e combinar as peças do guarda-roupa e terem mais variedade que uns poucos vestidos. As mulheres até se casavam de conjuntos durante a guerra. As saias eram evasês antes e depois da guerra e retas durante o conflito. Os casacos geralmente vinham até o quadril e tinham cinto, para acentuar a cintura das mulheres. Os conjuntos eram quase sempre escuros, de cores sólidas e estampas conservadoras, como risca de giz, e eram feitos de viscose durante a guerra e de lã, depois.

Calças e acessórios

Algumas mulheres haviam usado calças como uma declaração de independência desde os anos 1920. Nos anos 1940, no entanto, as calças adquiriram um propósito mais prático. As mulheres saíam para trabalhar durante a guerra e, muitas trabalhavam em empregos de atividade física em fábricas, para ajudar com o esforço de guerra. Elas usavam calças de cintura alta e ajustadas no quadril, alargando para baixo. Continuaram a usar as calças com blusas finas e brancas depois da guerra. Com o couro escasso, as mulheres começaram a usar sapatos de corda, com saltos de cortiça. Usavam, também, echarpes no cabelo para proteger seus charmosos cabelos encaracolados.

Estilos masculinos

Os ternos de homens mudaram da mesma maneira durante a guerra, perdendo elementos devido ao racionamento de tecido. A maioria dos homens parou de usar coletes por baixo dos paletós e os estilistas cortaram as calças e os paletós mais estreitos. Novos panos, como o viscose e o náilon substituíram lãs e sedas caras. Após o fim da guerra, os ternos se tornaram mais espaçosos de novo, mas nunca mais voltaram a ser largos como antes da guerra. Os suéteres entraram em voga para os homens e eles os usavam com decote em V com camisas de colarinho desabotoado e calças sociais fora do trabalho ou para eventos menos formais.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível