Moda fancesa dos anos 1800: Fitas

Escrito por kathryn marmon | Traduzido por ronaldo pruss
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Moda fancesa dos anos 1800: Fitas
As fitas de cabelo mantiveram a popularidade nos anos cinquenta (George Marks/Retrofile/Getty Images)

A elite europeia gostava de adornar suas roupas com fitas, mas a exportação das fitas para serem usadas na moda americana demorou a pegar. Esse acessório não foi nada popular na América por muitas décadas por ser usado principalmente pela realeza europeia. Mesmo assim, as fitas têm uma longa história no mundo da moda e são usadas para enfeitar e decorar até hoje.

Outras pessoas estão lendo

A Era de Regência, 1812 a 1830

Os homens da Era Georgiana -- 1714 a 1811 -- estavam deixando de lado suas longas perucas bem cuidadas e as mulheres estavam descobrindo a praticidade e elegância dos estilos romano e grego antigos. As fitas de seda ficavam muito bem nos novos penteados e nos chapéus modernos. As mulheres usavam fitas livremente nos cabelos e na cintura, o que dava a elas uma aparência despreocupada e elegante.

Moda fancesa dos anos 1800: Fitas
As fitas eram usadas de forma criativa no auge de popularidade no século 19 (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

A Era Vitoriana, 1837 a 1901

Na Era Vitoriana, quando os penteados franceses com longos cachos viraram febre, as fitas eram usadas como adornos em chapéus. Para os vestidos do período diurno e início da noite, os tecidos como o tule e o granado arranjados com fitas eram os mais populares. Seus xales eram feitos de renda branca e suas tocas de renda tinham enfeites de fita.

Moda fancesa dos anos 1800: Fitas
Fitas decoraram chapéus e penteados na história da moda (Brand X Pictures/Brand X Pictures/Getty Images)

Fitas na economia francesa

Nos anos 1800, a produção e venda das luxúrias parisienses foram importantes para a economia francesa. A demanda ficou alta a partir do final do século 18 e início do século 19. A produção de fitas e outros itens como relógios, objetos de vidro, joias e cerâmica, vendidos no mercado doméstico e no exterior, criaram empregos para milhares de franceses.

Moda fancesa dos anos 1800: Fitas
A moda dos anos 1800: chapéus com flores e fitas (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

O senso de moda de Napoleão

Quando Napoleão se tornou rei em 1804, ele desejava que a França ganhasse reconhecimento pelo grandioso estilo de moda e inovações dela. Ele cessou as importações de tecidos da Inglaterra em favor da indústria têxtil francesa, que sofreu durante os anos de revolução. O "espartilho do império" virou moda. Era um vestido com uma linha de cintura alta, abaixo do busto, e com uma fita usada como destaque. Esse estilo permanece influenciando a moda até os dias de hoje. A influência francesa na moda inglesa é mostrada nos trajes usados de dia. Juntamente com as saias volumosas de três babados e armação, as damas vestiam um pequeno chapéu com fitas, flores e penas. Napoleão não somente alcançou o sucesso militar, mas seu sucesso na moda francesa fez uma história duradoura.

Moda fancesa dos anos 1800: Fitas
Vestidos com babados e espartilho era a moda da era de Napoleão (George Marks/Retrofile/Getty Images)

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível