×
Loading ...

Moda masculina nos anos 1890

Atualizado em 21 novembro, 2016

Os anos 1890 marcaram o começo do fim da era vitoriana, que havia comandado a sociedade e ditado a moda desde os anos 1830. A empolgação e o otimismo podiam ser sentidos à medida que o século 20 se aproximava e um certo relaxamento também se fez sentir no mundo da moda masculina. Mas, mesmo com esse relaxamento maior para a época, as roupas ainda pareceriam muito formais para os padrões atuais.

Pelos faciais eram quase sempre vistos nos homens nos anos 1890 (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

Ternos diurnos

Um terno masculino diurno em 1890 seria considerado apropriado para as ocasiões mais formais nos dias de hoje. Os homens usavam coletes, ou "waistcoasts", como eram conhecidos, e costumavam ter muitos deles de cores e tecidos diferentes, como uma forma de variar o seu guarda-roupa de trabalho. As calças usadas de dia possuíam cós alto e tinham corte ajustado, com a frente lisa, sem pregas. Eram muitas vezes marrons ou cinzas ou mesmo listradas ou xadrez. O paletó tipo saco era o casaco popular para ser usado de dia nos anos 1890, um corte mais curto que terminava nos quadris e era a última moda.

Loading...

Roupa para a noite

A época vitoriana deu aos homens motivos para se vestirem formalmente de noite muito frequentemente. Jantares, bailes e eventos culturais pediam traje formal completo. Os homens usavam o que seria considerado um smoking pelos padrões modernos simplesmente para um jantar. As sobrecasacas eram vistas com muita frequência na época, com longos casacos que iam até os joelhos na frente e atrás. Os fraques também eram usados, sendo mais curtos na frente e longos nas costas. Os coletes eram sempre usados por dentro, e guardariam o relógio de bolso do homem. Para ocasiões formais, os homens usavam luvas brancas. Eles usavam, também, longos sobretudos no tempo frio de dia ou de noite, ou capas pretas à noite.

Gravatas, golas e sapatos

As gravatas nos anos 1890 eram mais sem graça comparadas às atuais, geralmente pretas. A presença da cor em um guarda-roupa masculino cabia aos coletes mais que às gravatas. Essas eram geralmente de seda e podiam ser usadas nos comprimentos longo ou curto para o dia. As gravatas para a noite eram, em gera, ascots (de bordas largas) ou borboleta. Colarinhos de camisa vistosos eram quase sempre usados nessa época, principalmente com roupas formais para a noite. Os colarinhos abotoavam a camisa e podiam ser removidos para serem lavados. Os chapéus eram um item fundamental em um guarda-roupa masculino, "derbies" e chapéus-coco eram vistos de dia durante os anos 1890, enquanto as cartolas eram mais comumente usadas de noite.

Trabalhadores e fazendeiros

Os homens que labutavam para viver e não trabalhavam em um escritório não tinham necessidade de um terno durante o dia. Esses homens usavam camisas de flanela, linho ou algodão e calças que eram robustas e resistentes, feitas de lã, brim ou veludo cotelê. As calças eram seguras por suspensórios ou abraçadeiras, como eram chamadas na época, não por cintos. Os trabalhadores ainda usavam chapéus: o chapéu de aba era um estilo usado por eles. Esses homens nem sempre possuíam ternos e os que possuíam, usavam sem colete para saídas sociais, como ir à igreja ou a bailes.

Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...