Mais
×

Modelos que fazem sucesso aqui e lá fora

Modelos brasileiras são "exportadas" para importantes passarelas mundiais
Graham Denholm/Getty Images Entertainment/Getty

Introdução

Gisele Bündchen, Alessandra Ambrósio, Adriana Lima, Emanuela de Paula, Fabiana Semprebom, Flávia Oliveira, Gracie Carvalho e Isabeli Fontana. Esses são alguns dos nomes mais badalados das cenas fashion que se escutam de uma ponta a outra do globo. O que todas têm em comum? A nacionalidade brasileira sublinhada no passaporte. Sim, fazem parte do "exército de modelos" que o Brasil "exporta" anualmente para os maiores cenários de moda do mundo. Entram na lista, ainda, as modelos Izabel Goulart, apresentada como a "nova Gisele Bündchen", Martha Strecker e a piauiense Laís Ribeiro.

D Dipasupil/Getty Images Entertainment/Getty Images

Adriana Lima: “Angel” da Bahia

Adriana Lima, modelo brasileira da grife Victoria’s Secret, é um dos nomes mais celebrados pelas revistas de moda pelo mundo afora. Para uma mulher que jamais pensou em ser modelo, participava dos testes apenas para acompanhar as amigas. Hoje, Adriana, natural de Salvador, Bahia, é o rosto favorito das marcas de dentro e fora do Brasil. Foi ela a escolhida pela Victoria’s Secret para desfilar com a peça mais cara, o sutiã “Fantasy”, obra criada pelo designer de jóias Damiani, avaliado em US$ 2 milhões. O preço se explica na quantidade de pedras raras na peça: três mil diamantes brancos, safiras e topázios ovais.

Frazer Harrison/Getty Images Entertainment/Getty Images

Alessandra Ambrósio: A mais sexy do mundo

A mulher mais sexy do mundo, de acordo com o site "models.com", Alessandra Ambrósio, é mais uma das beldades que despontaram do sul do Brasil para o mundo. Natural de Erechim, Rio Grande do Sul, a “angel” da grife Victoria’s Secret passou pelas principais marcas do mundo e foi destaque nas capas das principais revistas de moda e comportamento, como Harper's Bazaar e Vogue. A beleza da gaúcha rendeu, em 2006, segundo a Revista Forbes, o posto de 5ª modelo mais bem paga do mundo. Seus ganhos anuais chegavam aos seis milhões de dólares segundo a revista.

Jamie McCarthy/Getty Images Entertainment/Getty Images

Emanuela de Paula: De Pernambuco para o mundo

A vida profissional de Emanuela de Paula pode ser definida pela palavra sorte. Fora descoberta por olheiros em um centro comercial do Recife. Em seguida, foi induzida pelos organizadores da São Paulo Fashion Week para investir na carreira de modelo. Deu certo. A pernambucana não apenas é sucesso no cenário fashion nacional e internacional, como também faz parte do time de Super Models da Victoria’s Secret. Além disso, ocupou, de acordo com a Revista Forbes, o posto de 11ª modelo mais bem paga do mundo em 2008. Seus ganhos, segundo o veículo, chegaram aos US$ 2,5 milhões no ano em que foi ranqueada como milionária das passarelas.

Michael Buckner/Getty Images Entertainment/Getty

Isabeli Fontana: Na elite desde cedo

Falar de uma das modelos brasileiras mais precoces, Isabeli Fontana, é esbarrar na palavra sucesso. Aos 13 anos de idade, foi uma das finalistas do Elite Model Look Contest, para se ter ideia do poder da beleza da paranaense. Como poucas tops brasileiras, ela desfilou nos maiores roteiros de moda do mundo. Em seu currículo, estão Paris, Nova York, Milão e Berlin, representando grandes grifes, como a italiana Giorgio Armani, Hugo Boss e Versace. No Brasil, o nome da top é mais ligado à marca C&A.; Nas semanas de moda da São Paulo Fashion Week, ela é figura de presença confirmada.

Peter Duhon from New York City, USA

Fabiana Semprebom: Um início cintiliante

Também descoberta por um olheiro em um centro comercial de São Paulo, paranaense Fabiana Semprebom teve início a carreira da modelo. Desde então, representou as grifes Armani, Versace, Alexandre Herchcovitch, Colcci, Ellus, Dolce & Gabbana, Reinaldo Lourenço, entre outros grandes nomes da moda. Além disso, passou a fazer parte do badalado time de mega modelos da grife Victoria’s Secret. No mercado brasileiro e internacional, ela é nome e rosto facilmente notado nas principais revistas de especializadas em moda.

Spencer Platt/Getty Images Entertainment/Getty Images

O segredos por trás do sucesso das tops

Para ter sucesso no mundo da moda, além de contar com um belo rosto, ser magra e alta, saber trabalhar bem em equipe é quesito quase unânime entre as principais modelos brasileiras. Mas não apenas isso. Para a maioria das tops brasileiras, é preciso muita dedicação ao trabalho, um foco bem definido aonde se pretende chegar, ter em mente que nem tudo gira ao redor da modelo e contar sempre com o apoio da família. Para outra figura estelar do ramo da moda, Shirley Mallmann, em entrevista ao site M de Mulher, o negócio é ter profissionalismo, força de vontade e ser autosuficiente para conseguir encarar a rotina fashion.

Dimitrios Kambouris/Getty Images Entertainment/Getty

Dificuldades de uma top model

Nem Gisele Bündchen, a figura mais conhecida no mundo da moda, apontada como uma das 100 mulheres mais inspiradoras do globo pela revista Vogue UK, escapou das dificuldades iniciais da carreira. Aos 17 anos, idade em que Gisele dava seus primeiros passos no mundo da moda, o "não" foi uma das palavras mais ouvidas pela top model. Os clientes vez ou outra encontravam defeitos no seu corpo e anulavam suas chances de trabalho. Ela acredita que suas dificuldades iniciais eram por não saber fotografar, se vestir bem e de ser prejudicada pela iluminação dos estúdios.

Stefan Gosatti/Getty Images Entertainment/Getty Images

Dicas para uma futura top model

Se você sonha em se tornar uma top model famosa e acredita que leva jeito para a carreira, invista no seu sonho. Antes, avalie qual o seu mercado: modelo fotográfica ou de passarelas. Também leve em conta sua idade e altura. Para uma modelo fotográfica de propagandas, campanhas e comerciais de TV, o mais comum é que ela tenha acima de 15 anos e pouco menos de 1,73 metros de altura. Embora não seja exigida idade especifica para as modelos manequim, o essencial é que seja acima dos 15 anos de idade. Já a altura, acima dos 1,73 metros de altura. Outra dica é fazer um book profissional com um fotográfico experiente e especializado.

Frazer Harrison/Getty Images Entertainment/Getty Images

As modelos brasileiras mais bem pagas

A modelo brasileira Gisele Bündchen é a mais bem paga do Brasil. Segundo a Revista Forbes, a modelo desembolsou só em 2011, cerca de US$ 45 milhões. Ainda na seleta lista de modelos brasileiras milionárias, aparece a baiana Adriana Lima. De acordo com a Forbes, ela chega a receber pouco mais de US$ 8 milhões ao ano. Principal rosto das marcas Colcci e Victoria’s Secret, a terceira da lista de modelos mais bem pagas do Brasil é a top gaúcha Alessandra Ambrósio. Ao todo, a moça recebe, por ano, algo em torno de US$ 5 milhões. Juntas as modelos brasileiras formam um pelotão seleto de modelos mais bem pagas do mundo.

Jesse Grant/Getty Images Entertainment/Getty Images

Top models mamães

Embora a rotina das top models brasileiras seja da mais agitadas, elas encontram tempo para se dedicar à maternidade. Gisele Bündchen, por exemplo, é mãe de Benjamim e está à espera de seu segundo filho com o jogador de futebol americano Tom Brady. Já Alessandra Ambrósio é mãe de dois filhos: uma garotinha chamada Anja e um garoto batizado de Noah. A top baiana Adriana Lima, por sua vez, tem uma garotinha chamada Valentina. Além de mãe, belas, milionárias e companheiras de trabalho na Victoria’s Secret, o trio mostra que ser modelo e mãe são tarefas que podem ser facilmente conciliadas.