Modelos de pisos de madeira do início da Era Vitoriana

Escrito por jann seal Google | Traduzido por augusto morgante
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Modelos de pisos de madeira do início da Era Vitoriana
O piso em parquet era utilizado extensivamente no início da Era Vitoriana (Ablestock.com/AbleStock.com/Getty Images)

Pisos de madeira feitos de pinho eram comuns no início da Era Vitoriana, mas para torná-los mais aconchegantes, tapetes eram frequentemente colocados sobre eles. O piso de madeira era utilizado nos principais cômodos da casa, enquanto que azulejos bastavam para as demais áreas. Ele era colocado ao longo do cômodo, e de maneira pouco elaborada. Pintá-lo de cores decorativas era considerado normal para a época. Diferentes opções de piso de madeira estavam disponíveis para as diferentes classes sociais daquele período.

Outras pessoas estão lendo

Assoalho de madeira

No início da Era Vitoriana, assoalhos de madeira eram costumeiramente utilizados para o revestimento do piso. A maioria deles era colocado à mão e depois pintado para esconder a aparência da madeira. As tábuas variavam em largura e não eram simétricas em sua instalação. Em casas mais abastadas, tábuas com encaixe macho e fêmea e de tamanho uniforme eram instaladas, enceradas e admiradas. Aqueles que pudessem pagar faziam bordas em seus assoalhos com desenhos incrustados feitos em parquet; outros aplicavam estêncil à madeira, criando as margens.

Carpete de madeira

A Era Vitoriana e a Era Industrial (1840-1910) trouxeram a produção em massa de "carpetes de madeira", que são essencialmente pedaços de lona com finas tiras de madeira, de cerca de 4 cm coladas sobre eles. Estes carpetes eram enrolados para entrega. A instalação, apesar de propagandeada como sendo fácil, era na verdade difícil e demorada. Os carpetes de madeira tinham boa aparência no início, mas logo surgiam rangidos, rachaduras e ranhuras.

Revestimento de parquet

O revestimento de parquet entrou na moda como um contorno feito ao redor do piso de madeira para criar uma borda. Pequenos pedaços de madeira eram dispostos geometricamente em paginações de espinha de peixe, ziguezague ou entrelaçado, feitos a partir da parede para dentro. Aqueles que podiam pagar colocavam o revestimento de parquet no piso todo. Uma alternativa mais em conta era utilizar os desenhos como bordas. Um tapete podia, então, ser colocado dentro do limite delas para completar o visual. Desenhos incrustados e caracterizações rápidas eram incorporados nos revestimentos de parquet, junto com diferentes cores e tipos de madeira. Esse tipo de revestimento se tornou uma forma de arte muito apreciada e admirada.

Tipos de madeira dos pisos

O pinho foi o principal tipo de madeira para pisos do início da Era Vitoriana. Ele era manchado e envernizado para imitar madeiras mais nobres nas principais áreas sociais, e era deixado sem esse acabamento nos quartos e nos cômodos secundários. Carvalho e mogno eram utilizados nas residências das classes sociais mais altas e, embora tivessem um certo vigor, esses tipos de piso eram também cobertos pelas exuberantes tapeçarias vitorianas com desenhos grandiosos. Foram esses os pisos que sobreviveram à passagem do tempo, sendo frequentemente encontrados em residências vitorianas construídas naquele período e habitadas ainda hoje.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível