Mofo em planta de jasmim

Escrito por angela ryczkowski | Traduzido por ronaldo moretti
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
 Mofo em planta de jasmim
A jasmim pode ser infectada pelo mofo (Brand X Pictures/Brand X Pictures/Getty Images)

As plantas jasmim, valorizadas pelas flores perfumadas, folhagem atraente e diversos hábitos de crescimento e arbustos, são suscetíveis à infecção por um fungo que parece ser um tipo de mofo. Essa doença é conhecida como míldio. Embora o míldio não seja fatal para a planta jasmim, ele pode deixá-la feia, criando uma esteira de pó branca nas folhas, caules e flores. Felizmente, o míldio no jasmim pode ser controlado através de métodos culturais e químicos.

Outras pessoas estão lendo

Sintomas e danos

O sintoma mais adiantado de mofo são as manchas brancas pequenas e circulares. Com o tempo, as manchas brancas expandem-se e aglutinam, tornando-se uma esteira contínua de mofo que surge como uma camada branca ou cinza empoeirada nas superfícies das folhas e outras partes da planta. Esfregar as folhas poderá remover pelo menos um pouco desse crescimento. Os sintomas são mais predominantes no final do verão em plantas mantidas ao ar livre, mas podem aparecer durante todo o ano sobre plantas de interior se a umidade e temperatura forem altas o suficiente. As plantas infectadas podem ser atrofiadas, ter folhas e brotos distorcidos e pontas crescentes. O jasmim também pode sofrer de amarelamento e queda de folhas.

Sobre a doença

O fungo que causa o míldio se espalha por esporos produzidos dentro das manchas brancas. O vento sopra-os para outras plantas ou partes da mesma planta onde se estabelecem se as condições forem adequadas. Além disso, o fungo pode produzir estruturas resistentes, conhecidas como cleistothecia, que podem hibernar antes de liberar esporos na primavera. O fungo sobrevive ao inverno fixando-se em partes e restos de plantas — essa habilidade indica a necessidade de remoção de tais detritos como parte de uma estratégia de combate.

Controle cultural

Para limitar a presença e os efeitos do mofo, você deverá observar várias práticas culturais. Reduza a umidade relativa do ar, evitando a sobrecarga de rega, e pode as plantas para melhorar a circulação de ar. Evite a aplicação de fertilizantes no final da estação de crescimento. Coloque nitrogênio nesse momento para promover o crescimento de tecidos sensíveis. Remova e destrua todas as partes da planta infectada. A adubagem geralmente não destrói o fungo.

Controle químico

Se for difícil controlar o míldio com meios exclusivamente culturais, um fungicida poderá ser utilizado. Para melhores resultados, combine controles culturais, como a remoção de detritos, com o uso de um fungicida aplicado entre sete a 14 dias durante todo o período vegetativo. Possíveis ingredientes ativos que podem ser usados para tratar o mofo incluem enxofre, óleo de neem, triforina e bicarbonato de potássio. Combine bicarbonato de sódio e óleo hortícola leve em água para fazer um controle alternativo caseiro.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível