×
Loading ...

Os momentos mais marcantes da Princesa Diana

Julian Finney/Getty Images Entertainment/Getty Images

Introdução

Durante sua curta vida, Diana, a princesa de Wales, conquistou o coração e capturou a atenção mundial com seu carisma e glamour – transformando sozinha uma monarquia ultrapassada e entediante. Como parte da realeza, ela fez muito além de seus deveres, sempre com seu jeito especial. Ela era humana e vulnerável, por isso é tão fácil identificar-se com ela. Após 15 anos da trágica morte da princesa do povo em Paris, trazemos uma seleção dos momentos mais marcantes de Lady Di.

Getty Editorial

A aparência

Quando Diana Frances Spencer foi apresentada pela primeira vez ao público britânico, seu visual o cativou imediatamente. Mostrava certa inocência e parecia uma jovem sem preparo para os holofotes, o que conquistou a todos no ato. Desde o primeiro dia, notava-se que ela tinha um brilho e que brilharia muito mais.

Getty Editorial

"O" casamento real

Muito antes de o Príncipe William e a Duqueza Kate "juntarem os trapos", o casamento do século foi, sem dúvida, o de Diana com o Príncipe Charles. Mais de 750 milhões de pessoas ao redor do mundo assistiram a cerimônia de conto de fadas realizada na St. Paul's Cathedral, em Londres. E o público teve o que esperava quando Charles e Diana deram um beijo na sacada do Palácio de Buckingham.

Getty Editorial

Os herdeiros

O primeiro filho do casal nasceu no Hospital St. Mary, em 21 de junho de 1982. O público não teve que esperar muito para dar uma olhada no pequeno príncipe William, que foi posto na frente das câmeras no dia seguinte. E não demorou para que o casal real desse um irmãozinho a Will. O Príncipe Harry (Henry, de batismo) nasceu em 15 de setembro de 1984. Todos assitiram os dois garotos crescerem, já que eles padeciam do mesmo destino da mãe; estar sempre sob os olhares do público.

Getty Editorial

Caridade internacional

A princesa teve uma vida dura e em meio a seu conturbado divórcio, ela disse em uma entrevista ao canal de televisão BBC: "Eu gostaria de ser uma rainha no coração do povo". Ao invés de se afastar do público, Diana se tornou uma das filantropas mais amadas, respeitadas e trabalhadoras. Isso foi muito antes de Brad e Angelina Jolie "brincarem" de embaixadores. Diana era de verdade. Ela foi uma das primeiras pessoas a entender que portadores do vírus HIV precisam ser tratados com compaixão. Quinze anos após sua morte, o trabalho dela continua impactando milhões de vidas por todo o mundo.

Getty Editorial

Cortejada pelo mundo

Apesar de (ou por isso mesmo) ser um pouco tímida, não demorou para que a mídia internacional desse a atenção que ela merecia. Ela se transformou de esposa "real" em admirada filantropa internacional. O mundo se fascinou por Diana e ela foi coroada a princesa do povo.

Getty Editorial

Tragédia

A maioria deve lembrar de quando soube da triste notícia. Diana saía do Hotel Ritz, em Paris, com seu namorado, Dodi Al Fayed. O carro deles foi cercado por jornalistas e o motorista, Henri Paul, perdeu o controle quando eles entravam em um túnel. A autópsia posterior provou que Paul estava sob o efeito de drogas e havia consumido bastante álcool. Na madrugada de 31 de agosto de 1997, a princesa foi declarada morta.

Getty Editorial

Uma chama que ainda brilha

O Reino Unido nunca havia presenciado tamanha demonstração de tristeza coletiva como quando toda sua nação chorou a perda da princesa. O luto do público se sobrepôs à rigidez real frente à morte de Diana. Com a indignação do povo, a Rainha se viu forçada a realizar um funeral suntuoso que foi acompanhado por cerca de 2,5 bilhões de pessoas.

Getty Editorial

Homicídio por imprudência

Em 7 de abril de 2008, um inquérito realizado pelo juri da Suprema Corte inglesa deu o veridicto de homicídio por imprudência no caso da morte de Diana e Dodi Al Fayed. Afirmou-se negligência tanto do motorista, quanto dos paparazzi que os seguiam. A nação respirou aliviada com a sensação de que justiça foi feita.

Getty Editorial

Para sempre viva

O legado da Princesa Diana viverá para sempre, não apenas na memória das pessoas, mas em seu trabalho de caridade sem igual. Ela chacoalhou a nobreza ao fazer sombra à popularidade da Rainha, ainda que ao mesmo tempo fosse extremamente vulnerável. Na mitologia romana, Diana quer dizer "divina" ou "dos céus" - muito apropriado a alguém que tocou a vida de tantas pessoas.

Getty Editorial

A próxima geração

Diana deixou dois garotos que têm bastante de seus encantos e levam adiante o bom trabalho da mãe. Eles carregam a mesma graça e rebeldia que se via nela. A Duqueza (Kate Middleton), William e Harry vão ter trabalho para seguir seus passos, mas parecem ter o que precisa para honrarem a memória da mãe.