Como montar um aquário para peixes de água salgada

Escrito por mark orwell | Traduzido por gabriel medinat
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como montar um aquário para peixes de água salgada
Aquários de água salgada proporcionam um ambiente de relaxamento, além de serem lindos (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

Aquários de peixes de água salgada são bonitos e podem incluir peixes, corais, invertebrados marinhos, e outras formas de vida. Embora muitas pessoas gostem da ideia de ter um aquário de água salgada, eles são muito mais difíceis de montar e cuidar do que um aquário de água doce. Porém, com paciência e o conhecimento necessário, você pode montar e manter um exemplar sem muito estresse.

Outras pessoas estão lendo

Tamanho

O tamanho do seu aquário é muito importante, pois os peixes de água salgada precisam de bastante espaço para viver confortavelmente -- mais espaço, de fato, do que os de água doce. A proporção típica entre a água e os peixes em um aquário de água salgada é de 2,50 centímetros de peixe para cada 11 litros de água. Dessa forma, o primeiro passo para o sucesso desse empreendimento é ser capaz de manter um tanque de cerca de 180 litros. Quando começar a planejar o aquário, pense no tipo de peixe que você gostaria de ter. Os peixes maiores, obviamente, exigem um tanque muito maior.

Equipamento básico

Além dos aquários de água salgada precisarem de um espaço maior para os peixes do que os de água doce, eles também necessitam de mais equipamentos e adições para funcionar corretamente. O equipamento que você precisa para começar sua montagem é um lâmpada de espectro potente ​ou sistema, um escumador, rocha viva e areia aragonita para o leito do tanque, uma bomba de água, um hidrômetro, mistura de sais e um kit básico de teste que informá-lo sobre os níveis de salinidade, pH e substâncias químicas no tanque.

Aquário de recife

Se você está pensando em acrescentar corais, então precisará ter ainda mais cuidado com a montagem do tanque. Aquários de recifes focam não só nos peixes, mas também nos corais e invertebrados. O primeiro passo é certificar-se de utilizar a luz correta. A maioria dos tanques precisa de apenas uma fonte de iluminação para peixes, comum e mais barata do que as luzes para recife. Você deve usar luzes de haleto de metais potentes e compactas nessas situações, pois os corais (especialmente os corais duros) e certos animais, como moluscos e anêmonas, gostam e precisam de mais luz. Em geral, você terá que testar a água com mais freqüência e limpar o tanque quase que diariamente.

Salinidade

Caso você ainda não tenha pensado nisso, os níveis de salinidade de um aquário de água salgada são extremamente importantes para mantê-lo sob controle o tempo todo. Você precisa manter um equilíbrio rigoroso para garantir a saúde de seus bichos de água salgada. Essa é a função que o hidrômetro exerce em seu tanque. Ele irá acompanhar e ajudar a nivelar salinidade. O nível ideal é de 1.022, mas qualquer nível entre 1,020 e 1,030 é aceitável. Como a água evapora, você precisa adicionar sais comerciais na água para restaurar o equilíbrio.

Ciclo do nitrato

O ciclo do nitrato é um importante ciclo natural que mantém as criaturas do seu aquário de água salgada saudáveis. Quando os peixes excretam amônia como resíduo, ela pode gerar níveis tóxicos na água. Ao longo do tempo, as bactérias tornam essas substâncias menos tóxicas. Geralmente, leva cerca de quatro a seis semanas para que o ciclo se complete e, durante esse tempo, você não deve adicionar peixes ao tanque, ou a amônia poderia matá-los. Certos peixes pequenos, como toda a variedade dos peixes castanheta, são uma boa escolha para se colocar quando um ciclo está se formando.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível