Monumentos Nacionais da Guiana

Escrito por melissa sherrard | Traduzido por romério júnior
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Monumentos Nacionais da Guiana
Os monumentos nacionais da Guiana remetem à cultura e à história do país (guyana flag icon. (with clipping path) image by Andrey Zyk from Fotolia.com)

A Guiana, que significa ''Terra das Águas'' de acordo com uma expressão indígena, é uma das quatro nações não-hispânicas localizadas na América do Sul, juntamente com a Guiana Francesa, o Suriname e o Brasil. Está situada na costa norte do continente e é ligada culturamente ao Caribe anglófono, devido aos períodos de colonização britânica, francesa e holandesa. Em 2010, nove monumentos nacionais foram anunciados como patrimônios nacionais da Guiana.

Outras pessoas estão lendo

Fortes

Embora já não esteja mais em pé, o local onde ficava o Fort Nassau, a 95 quilômetros ao norte de New Amsterdam na margem leste do Rio Berbice, é um patrimônio nacional da Guiana. Erguido em 1627 por Abraham Van Pere, um comerciante holandês, o Fort Nassau serviu de sede do governo na região. Em 1763, o governador Van Hoogenheim ordenou que seus soldados destruíssem a estrutura durante a revolta dos escravos para evitar que o forte fosse tomado. Em 1999, o Forte Kyk-over-al, construído em uma pequena ilha na junção dos rios Mazaruni e Cuyuni, foi declarado monumento nacional. Considerada o forte holandês mais antigo da Guiana, a construção era bastante pequena, restando hoje somente um arco de pedras. A estrutura não-militar mais antiga da Guiana, Fort Zeelandia, foi originalmente construída a base de madeira em 1744 em uma ilha no Rio Essequibo, mas, desde então, foi substituída pelo que se tornou conhecido como Brick Fort, ou seja, ''forte de tijolo''. Esse monumento nacional servia de fortaleza contra rebeldes nativos e escravos, além de proteger os interesses da Companhia Holandesa das Índias Ocidentais.

Edifícios públicos

Muitos dos monumentos nacionais da Guiana são edifícios públicos ainda em funcionamento. O Tribunal de Política, também conhecido como ''Dutch Church'' (Igreja Holandesa), está localizado no Fort Island juntamente com a estrutura não-militar mais antiga da Guiana. O Tribunal funciona como corte, prédio comercial e escritório de vendas, sendo que, ao menos até 2010, mantinha serviços da Igreja. A State House (''Casa do Estado''), um prédio restaurado de madeira, é a residência oficial do presidente da Guiana. O monumento nacional Umana Yana foi construído sobre o mesmo solo do antigo Clube Naval, para sediar o primeiro encontro do Movimento dos Países Não Alinhados em 1972. O Tribunal de Kamana, anteriormente conhecido por Red House (''Casa Vermelha''), era usado como moradia pelos secretários-gerais da colônia e outros oficiais, além de alojar escritórios governamentais de 1965 até os anos 90. A única igreja a ser declarada como patrimônio nacional na Guiana foi a catedral de São Jorge, uma construção gótica erguida entre 1886 e 1892. O seu lado leste é famoso pelos seus vitrais, pela janela cor-de-rosa e pelo altar de ferro fundido altamente detalhado.

Estruturas de pedra

Os dois principais monumentos nacionais de pedra da Guiana são o Monumento dos Não Alinhados e o Monumento de 1763. O Monumento dos Não Alinhados celebra a conferência que reuniu representantes de países não alinhados em 1972. Quatro bustos em pilares de quartzo homenageiam os fundadores do Movimento dos Países Não Alinhados. O monumento também é decorado por quatro rochas de jaspe (mineral variante do quartzo) vindas das cataratas de Orinduik e por uma piscina de cascalhos. O Monumento de 1763 comemora a Revolta dos Escravos de Berbice. O líder da revolta, Cuffy, foi esculpido em bronze pelo artista Philip Moore. A estátua fica no topo de um plinto de concreto de aproximadamente 4,5 metros de altura.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível