Motivos para uma criança ver um neurologista

Escrito por katherine marko | Traduzido por ricardo castiglioni
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Motivos para uma criança ver um neurologista
Um neurologista infantil se especializa no sistema nervoso (Jupiterimages/liquidlibrary/Getty Images)

As crianças podem ser submetidas a um neurologista pediátrico se apresentam problemas envolvendo o sistema nervoso, que inclui o cérebro, medula espinhal, nervos e músculos. Algumas condições que afetam-no incluem epilepsia e convulsões, tumores cerebrais, doenças neuromusculares e autismo. Os neurologistas diagnosticam, tratam e controlam os sintomas em recém-nascidos e crianças de até 16 anos de idade, com uma equipe de especialistas pediátricos ou outros médicos de cuidados primários.

Outras pessoas estão lendo

Epilepsia e convulsões

A epilepsia é um distúrbio cerebral caracterizado principalmente por convulsões. O sistema elétrico do cérebro se desliga temporariamente durante elas. Ela é geralmente diagnosticada durante a infância; um neurologista fará o diagnóstico através de tomografias e outros exames.

De acordo com o Johns Hopkins Children’s Center em Baltimore, a causa para a epilepsia é desconhecida e não há nenhuma prevenção. No entanto, neurologistas são altamente treinados para diagnosticar as convulsões, que muitas vezes podem ser minimizadas ou eliminadas através de medicação, dieta e supervisão de um médico. Um neurologista fornece uma abordagem individualizada com várias opções de tratamento.

Tumores da medula espinhal e cérebro

As crianças que sofrem de tumores do cérebro ou da medula espinhal são direcionadas para neurologistas para testes conclusivos e opções de tratamento. Muitos hospitais infantis tratam de tumores do cérebro ou da medula espinhal através dos centros de câncer.

Neurologistas, neurocirurgiões pediátricos, neuro-oncologistas e oncologistas de radiação trabalham juntos para determinar os tratamentos mais eficazes para garantir os mais altos níveis funcionais e qualidade de vida para uma criança.

Desordens neuromusculares

Desordens neuromusculares afetam os nervos que controlam os músculos voluntários em áreas como braços e pernas. O sistema nervoso e os músculos não se comunicam mais quando os neurônios se tornam doentes ou morrem. Como os músculos podem enfraquecer ou definhar, um neurologista deverá ser consultado para fornecer avaliação clínica, testes de diagnóstico, tratamento e aconselhamento genético.

As desordens neuromusculares podem incluir a esclerose múltipla, distrofia muscular ou atrofia muscular espinhal. Alguns neurologistas se especializam no diagnóstico e tratamento de doenças neuromusculares em crianças, adolescentes e jovens adultos.

Autismo

Sinais de autismo podem incluir problemas com interações sociais, dificuldades de comunicação, problemas para alcançar níveis de desenvolvimento e uma tendência a repetir ações. Crianças com suspeita de autismo devem ser encaminhadas para neurologistas para um diagnóstico precoce, para que habilidades específicas possam ser ensinadas.

Muitos hospitais infantis possuem centros de autismo que diagnosticam as crianças que têm distúrbios autistas ou que são consideradas como portadoras de autismo. A Neurologia e neurociência do desenvolvimento colaboram com psiquiatria, psicologia e pediatria do desenvolvimento para realizar diagnósticos e avaliação abrangente e formar planos de intervenção e terapia.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível