O que é mucosa eritematosa no reto?

Escrito por ann louise truschel | Traduzido por angela spada
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O que é mucosa eritematosa no reto?
A mucosa eritematosa do reto é uma inflamação do revestimento do reto (organic image by drx from Fotolia.com)

A mucosa é uma membrana secretora de muco (lubrificante) que reveste o trato digestório, incluindo o cólon e o reto. O reto é a última parada antes que as fezes, que permanecem após a digestão, sejam excretadas. Mucosa eritematosa consiste avermelhamento devido a aumento do fluxo sanguíneo no local, em geral como parte de um processo inflamatório. O tipo mais comum de mucosa eritematosa do reto, a proctite, pode ser causada por doenças sexualmente transmissíveis, doenças intestinais inflamatórias ou ainda outras infecções ou radioterapia.

Outras pessoas estão lendo

Sinais e sintomas

Os sinais e sintomas da mucosa eritematosa do reto, ou proctite, incluem a sensação de plenitude retal, movimentos intestinais urgentes e frequentes, sangramento retal, diarreia sanguinolenta, incapacidade de evacuar, dor no reto, dor no lado esquerdo do abdome, excreção de muco pelo reto, dor à eliminação fecal e febre que dura mais de dois dias. Tipicamente, os sintomas de proctite não se agravam com o tempo.

Causas de mucosa eritematosa do reto

Doenças sexualmente transmissíveis, como gonorreia, herpes genital e clamídia, assim como infecções causadas por ingestão de alimentos contaminados por microrganismos como Salmonella, Shigella e Campylobacter, podem causar irritação do revestimento do reto. A doença de Crohn, colite ulcerativa, síndrome do intestino irritável, diverticulite e outras doenças intestinais inflamatórias também podem irritar o cólon e o reto.

Diagnosticando mucosa eritematosa do reto

Os testes diagnósticos iniciais provavelmente incluirão exames de sangue e de fezes à procura de sinais de infecção ou inflamação. O médico provavelmente também realizará uma colonoscopia, em que é inserido no cólon um endoscópio com iluminação para inspecionar o reto e o cólon. Durante a colonoscopia, uma pequena amostra de tecido mucoso (biopsia) pode ser removida para análise adicional. O médico pode ainda solicitar uma radiografia ou enema de bário utilizando raio X do cólon.

Tratamento

Inicialmente, os esteroides podem reduzir os sintomas de irritação no reto. Estes não podem ser usados por tempo prolongado pelo risco de osteoporose e outros efeitos colaterais. O acetaminofeno é útil para a dor. A aspirina e o utras drogas anti-inflamatórias não esteroidais (DAINEs) não podem ser tomadas pois podem irritar as membranas já inflamadas. Drogas imunomoduladoras podem ser prescritas para os sintomas graves. Essas drogas diminuem a resposta do sistema imune e acalmam a irritação da mucosa. Elimine os alimentos que agravam os sintomas. No caso de uma doença grave, que não responde aos medicamentos, pode ser necessária uma colostomia ou remoção do cólon.

Convivendo com mucosa eritematosa do reto

Geralmente não há cura para essa afecção. Mesmo que a causa seja uma infecção e esta seja tratada com sucesso, o dano ao revestimento mucoso pode ser permanente. Embora os sintomas tendam a surgir periodicamente, em vez de constantes, as crises são imprevisíveis. Conselheiros e grupos de apoio podem proporcionar habilidades de enfrentamento e reforço emocional.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível