Namorar após o divórcio quando se tem filhos

Escrito por kristen moutria | Traduzido por juliano burke
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Namorar após o divórcio quando se tem filhos
Quando crianças estão envolvidas, namorar depois de separar pode parecer ser uma má ideia (En que piensas image by Rodhas from Fotolia.com)

Namorar depois de um divórcio é difícil por si só, e quando se tem crianças, as complicações podem ser desanimadoras para algumas pessoas. Embora a ideia possa ser intimidadora e seja difícil saber por onde começar, ter uma relação depois de uma separação, mesmo tendo filhos, é realizável e encorajado. Existem algumas coisas importantes a se lembrar no início depois do término do relacionamento, quando crianças estiveram envolvidas.

Nível de dificuldade:
Moderadamente desafiante

Outras pessoas estão lendo

Instruções

  1. 1

    Comece devagar. O divórcio é confuso, doloroso e complicado. Após uma separação, envolver-se rapidamente em um relacionamento romântico sério pode levar à tristeza, não só à você, mas também aos seus filhos. Tente manter as coisas em perspectiva quando namorar: considere que seu objetivo principal é se divertir e conhecer alguém, enquanto mantém suas opções abertas. Flexibilidade é uma importante qualidade para seu futuro parceiro ter. Então se vocês forem adaptáveis e relaxados, o relacionamento provavelmente seguirá de uma forma mais tranquila.

    Namorar após o divórcio quando se tem filhos
    Flexibilidade é uma importante qualidade para ter com seu futuro parceiro (Jupiterimages/Brand X Pictures/Getty Images)
  2. 2

    Nunca deixe seus filhos conhecerem a pessoa que estiver namorando até que a relação fique séria. O problema em apresentá-los imediatamente ao homem ou mulher em sua vida é que eles podem desenvolver uma ligação emocional e podem acabar se machucando, ou ficarem confusas caso o relacionamento acabe. Além disso, eles podem ficam acostumados com a ideia dos seus relacionamentos começando e acabando, nunca esperando uma figura adulta permanente em suas vidas. Pense em seus filhos quando decidir apresentar alguém em quem você tem interesse.

  3. 3

    Não tente namorar meramente por segurança. Embora seja importante procurar por um parceiro que possa oferecer estabilidade, não é uma boa ideia correr atrás de uma relação depois de um divórcio só para se sentir segura. Um relacionamento formado nesta fundação irá eventualmente ruir e desmoronar. Não decida deixar o relacionamento mais sério com a pessoa que está namorando por nenhuma razão a não ser que você realmente a ame e que pretenda criar um compromisso. Isso pode diminuir as chances de ter o coração partido de qualquer um dos lados envolvidos.

  4. 4

    Sempre tenha autoconfiança antes de um encontro. Crianças possuem uma maior autoestima que seus pais, e ver que você acabou de passar por um divórcio e que ainda tenha fé e confiança irá dar a eles paz e sentimentos de segurança. Isso não significa que você possa ser descuidada quando sair com alguém novo, mas simplesmente saiba que a separação não define sua vida e que começar de novo ainda é uma possibilidade. Este tipo de fé é muito beneficial a todos da família.

Dicas & Advertências

  • Escute seus filhos se tiverem algo a dizer de negativo à respeito de seu parceiro. Isso não significa que é necessário permissão para namorar, mas demonstra que você os respeita por terem visto algo que você não.
  • Não traga bagagem em sua futura relação; mantenha tudo no passado que é onde ele pertence.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível