Necessidade de vitamina D para cães

Escrito por elizabeth maginnis | Traduzido por mariana pelicano
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Necessidade de vitamina D para cães
Hoje em dia, alimentar os cães com restos de comida não é o suficiente

É tão importante manter a saúde do seu cão através da nutrição apropriada, tanto quanto a sua. Foram-se os dias em que simplesmente despejar restos de comida em uma tigela era o suficiente para manter o animal de estimação da família em forma. Os cães são considerados carnívoros, mas requerem muito mais que carne pra uma dieta balanceada; cereais e vegetais são tão essenciais quanto esta para a saúde. A nutrição animal é uma ciência e muito tem sido aprendido recentemente sobre as necessidades da dieta do membro canino da família, incluindo sobre a vitamina D.

Outras pessoas estão lendo

Básicos da vitamina D

A vitamina D é um membro da classe de vitaminas solúveis em gordura, o que significa que ela fica armazenada no fígado e em tecidos gordurosos do corpo. A dose diária mínima recomendada é de 504 UI por quilograma de ração seca consumida. Essa quantidade pode ser obtida através da exposição à luz solar (convertida em vitamina D nas camadas mais superiores da pele) e consumo de laticínios, óleo de fígado de peixe e, obviamente, uma boa ração para cães. A vitamina D regula o balanço cálcio e fósforo no corpo. Ela estimula o rim a reter o cálcio e é vitalmente importante para a formação dos ossos e nervos, bem como o controle muscular.

Necessidade de vitamina D para cães
A vitamina D é muito importante para a formação dos ossos

Suplementação na dieta

Fabricantes de rações costumavam sobrecompensar a perda de vitaminas essenciais e minerais resultantes do processamento e armazenamento através da suplementação excessiva da ração pré-industrializada. Atualmente, as dietas caninas são mais balanceadas e não exigem suplementação, mas muito donos acostumados a adicionar vitaminas e minerais à dieta de seus cães continuam a fazê-lo, apesar da melhor qualidade nutricional das rações. A concepção errônea das necessidades diárias de cálcio e vitamina D é um dos abusos de suplementação mais prevalentes.

Necessidade de vitamina D para cães
A dieta canina balanceada não exige suplementos

Toxicidade da vitamina D

Suplementação excessiva de vitamina D pode criar um desbalanço da proporção cálcio-fósforo, já que a vitamina D aumenta a absorção de cálcio. A integridade do osso depende do equilíbrio dessa proporção. Altos níveis de cálcio pode levar a uma deficiência de zinco. Um dose tóxica de vitamina D é de 5049 UI por quilograma de ração seca consumida. Pelo fato de vitaminas solúveis em gordura, como a D, serem armazenadas no corpo, como citado acima, a chance de intoxicação por acúmulo excessivo é maior do que pelas vitaminas solúveis em água, que o corpo elimina diariamente.

Necessidade de vitamina D para cães
O excesso de vitamina D causa um desbalanço cálcio-fósforo

Deficiência de vitamina D

A deficiência raramente ocorre atualmente, devido à prevalência de rações de alta qualidade. Níveis baixos de vitamina D causam raquitismo, ou desmineralização dos ossos, e formação precária dos dentes.

Necessidade de vitamina D para cães
Graças às rações de alta qualidade, raramente ocorre deficiência de vitamina D

Conclusão

A vitamina D é essencial para a saúde de seu cão e é facilmente acessível nas doses diárias recomendadas de ração para cães de boa qualidade, exposição à luz solar, laticínios e cápsulas de óleo de peixe. Seria difícil para o dono de um cão fornecer tanto doses baixas como altas alimentando-o com uma dieta padrão e fornecendo alguma exposição diária ao sol; no entanto, o potencial para intoxicação ou deficiência existe, portanto assegure-se de manter-se dentro das indicações para uma ótima saúde.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível