Como a nicotina afeta os pulmões

Escrito por chris sherwood | Traduzido por helmir soares
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como a nicotina afeta os pulmões
Médico apontando para um raio-X dos pulmões (Medioimages/Photodisc/Digital Vision/Getty Images)

Outras pessoas estão lendo

Introdução

De acordo com o National Cancer Insitute, aproximadamente 87% das mortes por câncer do pulmão são causadas pelo uso de cigarros. O ingrediente mais ativo do cigarro é a nicotina. Ela é uma substância alcaloide, geralmente encontrada na planta do tabaco. Em pequenas doses, essa substância tem efeitos colaterais adicionais, enquanto se for consumida em doses maiores, pode se tornar rapidamente tóxica para o organismo. Independentemente da dose, a nicotina pode afetar direta ou indiretamente seus pulmões.

Como a nicotina afeta os pulmões
Mulher fumando (Photodisc/Photodisc/Getty Images)

Oxigênio

De acordo com a American Heart Association, a nicotina pode afetar diretamente os pulmões através da corrente sanguínea. Quando ela entra no sangue pelos pulmões, a pressão sanguínea sobe temporariamente e as artérias ficam mais estreitas. Isso acaba restringindo a quantidade de sangue que pode ser bombeada pelo seu corpo. Essa restrição também faz diminuir a quantidade de oxigênio que os pulmões fazem circular no sangue para manter o corpo saudável. Para complicar ainda mais a situação, o monóxido de carbono que geralmente acompanha a nicotina reduz a quantidade de oxigênio que o sangue pode transportar. Isso provoca uma escassez entre o oxigênio que o organismo necessita e aquele que os pulmões conseguem incorporar na corrente sanguínea.

Como a nicotina afeta os pulmões
Homem fumando (Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images)

Propagação do câncer

Embora a nicotina não provoque diretamente o câncer dos pulmões, assim que ela se aloja nesse órgão, a exposição continuada a essa substância pode acelerar o crescimento das células cancerosas nos pulmões. Os tumores expostos à nicotina através do tabaco ou de seus substitutos podem contribuir para o crescimento e propagação de tumores. Isso ocorre devido à ligação de receptores de nicotina nas células cancerígenas, chamados de receptores nicotínicos da acetilcolina. Ao fazer isso, a nicotina pode aumentar os mecanismos de trabalho da célula.

Como a nicotina afeta os pulmões
Médico vendo um raio-X do tórax (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)

Indireta

A maioria dos efeitos da nicotina nos pulmões não é provocada pela nicotina, mas pelo efeito viciante que a substância tem sobre o corpo. Ao serem fumados, os cigarros contendo nicotina têm um efeito imediato sobre o comportamento associado à busca do prazer, provocando o vício. Quando o tabaco é mastigado ou fumado, não é apenas a nicotina que é nociva para os pulmões, mas também outros químicos tóxicos que acompanham a nicotina. Esses químicos têm a capacidade de danificar e alterar a estrutura das células do tecido pulmonar. Uma das alterações celulares que poderá ocorrer é a presença de câncer.

Como a nicotina afeta os pulmões
Homem fumando (Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images)

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível