Saúde

Níveis anormais de creatinofosfoquinase

Escrito por martina mcatee | Traduzido por eduardo marcal
Níveis anormais de creatinofosfoquinase

CPK pode ser usada para determinar se um paciente teve um ataque cardíaco

Jupiterimages/Comstock/Getty Images

Creatinofosfoquinase, ou CK ou CPK, é uma enzima encontrada no cérebro, no coração e nos músculos esqueléticos. Um médico irá pedir um teste de CPK para definir se uma pessoa sofreu, ou não, um ataque cardíaco. Existem tipos diferentes de CPK e um médico usa essa informação para interpretar qualquer resultado anormal.

Outras pessoas estão lendo

Testando

O teste de CPK exige um amostra de sangue. Para coletá-lo, um técnico normalmente usa um torniquete acima do local de coleta, mais normalmente na fossa cubital do cotovelo. Ele, então, irá inserir uma pequena agulha dentro da veia para coletar a amostra. Após remover o torniquete, ele irá aplicar pressão e uma atadura no local. Existe um risco muito baixo associado a coletar uma amostra de sangue, apesar de que alguns técnicos vão precisar aplicar pressão por mais tempo em paciente com problemas de coagulação.

Resultados anormais

Resultados anormais possuem diversas origens e dependem de vários fatores incluindo idade, gênero, métodos de teste e a amostra da população. Um médico vai determinar se o resultado é anormal ou não baseado nesses fatores e nos sintomas. Um nível de CPK elevado simplesmente significa que houve dano muscular em algum lugar do corpo. Em pacientes em que há suspeita de ataque cardíaco, avalia-se o nível desse marcador na hora da admissão no hospital, e depois são feitos um segundo e terceiro teste. Um aumento no valor entres os testes indica que ocorreu um ataque cardíaco.

Causas

Médicos normalmente encontram altos níveis de CPK em paciente que tiveram lesões no cérebro, coração ou músculo esquelético. Isso pode acontecer em casos como ataque cardíaco, traumatismo craniano, derrame, convulsões, inflamação do coração, choque elétrico, morte de tecido pulmonar ou distrofia muscular. Em alguns casos, pessoas com problemas da tireoide ou com uma doença chamada rabdomiólise, em que os músculos danificados liberam uma proteína chamada mioglobina na corrente sanguínea, podem apresentar um aumento da CPK, de acordo com a MedlinePlus, que é uma publicação da National Institutes of Health.

Acompanhamento

De acordo com Lab Tests Online, assim que chegam na sala de emergências, os pacientes com suspeita de ataque cardíaco têm seu sangue retirado para testar os níveis de CPK e, novamente, em quatro e seis horas, para determinar se houve um aumento nesses níveis. Se os CPK aumentou durante essas seis horas, o médico normalmente vai pedir um exame de sangue mais específico, conhecido como teste da troponina, para avaliar se houve dano ao músculo cardíaco. Outro teste de acompanhamento pode incluir um exame de urina, estudos de função renal e de imagem, além de exames de sangue complementares.

Considerações

Pessoas com maior massa muscular ou que praticam exercícios físicos pesados por longos períodos possuem níveis maiores de CPK do que aquelas que não têm esse hábito. Afro-americanos podem ter níveis de CPK mais elevados do que as demais etnias. Dano muscular por uma lesão também pode causar um nível elevado de CPK, assim como vários remédios, incluindo as estatinas utilizadas para tratar colesterolemia. Uma gestação na fase inicial pode implicar um nível menor de CPK, segundo Lab Tests Online.

Não deixe de ver

Comentários

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível

Direitos autorais © 1999-2014 Demand Media, Inc.

O uso deste site constitui plena aceitação dos Termos de Uso e Política de privacidade de eHow. Ad Choices pt-BR

Demand Media