O nível de pH de pulmões saudáveis

Escrito por jessica crandall | Traduzido por raquel l. pontes
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O nível de pH de pulmões saudáveis
Os pulmões possuem um papel vital na regulação do nível normal de pH do corpo (thorax x-ray of the lungs image by JoLin from Fotolia.com)

Respirar não é um ato que as pessoas pensem sobre. O ato natural de inspirar e respirar tem um papel central na manutenção do equilíbrio do corpo para processos metabólicos, assim como garante que todos os tecidos do corpo tenham quantidades adequadas de oxigênio. O simples ato de inalar e exalar ajuda a garantir que a química do corpo mantenha-se em equilíbrio.

Outras pessoas estão lendo

pH normal

O dicionário Merriam-Webster define o pH como a medida da acidez ou alcalinidade de uma solução. A medida varia de zero a 14, no qual sete é neutro. Um nível abaixo de sete é considerado ácido, com um excesso de acidez no sangue, enquanto que um número acima de sete é considerado alcalino, com um excesso de base. O corpo trabalha para manter o nível do pH entre 7.35 e 7.45, um pH levemente alcalino. Manter-se dentro desta variação ajuda o corpo a funcionar de maneira correta.

Função dos pulmões

Os pulmões têm um papel importante na manutenção de um pH normal. Eles permitem que o corpo receba o oxigênio do ar e removem o dióxido de carbono do corpo. O dióxido de carbono é um resíduo, e se se acumular demais no corpo, faz com que o pH caia. Da mesma maneira, se não houver expulsão suficiente de dióxido de carbono, o nível de pH do corpo sobe acima do normal. Os pulmões, ligados a diversos vasos sanguíneos, são capazes de entregar o oxigênio e remover o dióxido de carbono do corpo inteiro. Eles são um dos três principais sistemas regulatórios, juntos com os rins e o sistema tampão nos fluidos corporais.

pH alto

Um pH alto, acima de 7.4, é chamado de alcalose e pode ocorrer quando há uma eliminação em excesso de dióxido de carbono. Isto é classificado como respiratório. A alcalose respiratória deve-se geralmente por causa de uma taxa crescente de respiração, ou hiperventilação, na qual há um aumento da excreção do dióxido de carbono, um ácido. Dor, ansiedade, asma, pneumonia ou até mesmo estar em uma alta altitude causam hiperventilação. Tumores cerebrais ou lesões, falência do fígado e meningite também são outras causas possíveis para a alcalose respiratória.

pH baixo

A acidose é o que acontece quando o pH cai para menos de 7.4. Quando esta queda é devida à níveis baixos de dióxido de carbono no sangue, isto é chamado de acidose respiratória. Uma taxa de respiração lenta pode resultar na diminuição da eliminação do dióxido de carbono. A respiração pode tornar-se lenta por causa de drogas, doenças do sistema nervosos central ou doenças do pulmão. Bronquite crônica, fibrose cística ou enfisema podem causar uma resistência na passagem do ar, o que pode levar a um acúmulo de dióxido de carbono.

Testando os níveis de pH

Para testar quanto oxigênio e dióxido de carbono estão presentes no sangue, você pode fazer uma análise dos gases no sangue ou uma análise dos gases no sangue arterial. Este teste determina o quão eficientemente seus pulmões estão eliminando o dióxido de carbono do sangue, assim como se estão funcionando com os rins para controlar a nível de pH do sangue no corpo. Uma análise dos gases no sangue arterial geralmente é feita para avaliar doenças respiratórias ou outras condições do pulmão. O sangue de uma artéria é usado para a análise, e uma amostra do sangue pode ser retirada de uma punção no pulso, virilha ou braço. O sangue será analisado e será determinado se o pH está fora da variação normal de 7.35 a 7.45.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível