Os nutrientes necessários no solo para cultivar tomates

Escrito por natasha bush | Traduzido por lucas gomes
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Os nutrientes necessários no solo para cultivar tomates
Tomates (Yellow cherry tomatoes & red plum tomatoes. Diversity image by L. Shat from Fotolia.com)

Para cultivar tomates maduros e saudáveis​​, os jardineiros devem equilibrar os nutrientes adequados no solo das plantas. Caso contrário, os frutos serão menores e com menos sabor. Tirar algum tempo para pesquisar as quantidades adequadas de nutrientes que os tomates precisam resultará em uma enorme diferença que os consumidores famintos e jardineiros orgulhosos irão gostar.

Outras pessoas estão lendo

Macronutrientes

Os tomates, como a maioria das outras plantas, precisa de três nutrientes principais para se desenvolver adequadamente. Estes são o azoto, fósforo, e potássio, que são os mais comumente utilizados em plantas. O azoto estimula as plantas de crescimento rápido, e é um componente essencial na formação da clorofila. O fósforo é necessário para a divisão celular e o potássio, para as reações de enzimas em plantas e é usado quando os hidratos de carbono são metabolizados. Todos os pacotes de fertilizantes apresentam uma proporção desses três macronutrientes para que os consumidores possam ver o quanto de cada está disponível dentro do pacote. Apresentado como uma série de três números como 3-4-0, ou 15-10-4, os números são em relação aos macronutrientes nessa ordem (nitrogênio-fósforo-potássio). A escassez poderá resultar em um fraco desenvolvimento da cultura e frutas menos apetitosas.

Micronutrientes

Os tomates precisam de um mínimo de sete outros nutrientes e minerais, em quantidades menores, para crescer robusto e saudável. Como todas as plantas adquirem os seus nutrientes a partir do solo que são plantadas, a preparação é essencial para fornecer aos tomates as quantidades adequadas. Estes "micronutrientes" consistem em cálcio, magnésio, enxofre, ferro, zinco, boro, e cobre. A maioria destes é necessária em quantidades muito pequenas. Tanto a superalimentação quanto a escassez desses compostos secundários para as plantas irá resultar em efeitos altamente indesejáveis.

Tipos de solo

Os jardineiros precisam saber que a adição de fertilizantes é apenas um pequeno passo para uma alimentação saudável e plantações crescentes. Os tomates precisam de raízes profundas para prosperar, e solos argilosos rígidos podem impedir as plantas de chegar a uma profundidade suficiente na terra. Quando o jardineiro solta o solo e mistura a compostagem, ele facilita a criação de raízes saudáveis. Situações similares podem acontecer com solos arenosos, que são incapazes de manter a água e os nutrientes. Os composto podem ajudar a melhorar a retenção de nutrientes, além de adicionar o componente essencial do solo, a matéria orgânica. Um equilíbrio de nutrientes adequados, os níveis de pH e de água podem produzir tomates saudáveis ​​e saborosos com o tamanho, cor e sabor ideais

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível