Obras que marcaram a trajetória da atriz Fernanda Montenegro

Escrito por pedro santos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Obras que marcaram a trajetória da atriz Fernanda Montenegro
Fernanda Montenegro também é conhecida como a dama do teatro brasileiro (Divulgação)

Aos 84 anos de idade, Fernanda Montenegro não para de trabalhar. Considerada uma unanimidade tanto pelo público quanto pela crítica especializada, ela é conhecida como a dama do teatro, do cinema e da televisão do Brasil. Única mulher brasileira já indicada ao Oscar, a atriz participou de quase 100 peças de teatro, uma série de telenovelas e dezenas de filmes para o cinema nacional e internacional. Super premiada em seus mais de 50 anos de carreira, Montenegro foi condecorada com a Grã-Cruz da Ordem Nacional do Mérito "pelo reconhecimento ao destacado trabalho nas artes cênicas brasileiras". Trata-se da maior distinção que alguém pode receber da Presidência da República.

Outras pessoas estão lendo

Alegres Canções nas Montanhas (1950)

O momento que marca a trajetória de uma das maiores atrizes brasileiras aconteceu em 1950 na peça "Alegres Canções nas Montanhas". A peça foi escrita por Julian Luchaíre e dirigida por Esther Leão. Nessa peça, Fernanda encenava seu primeiro espetáculo ao lado de um ex-estudante de Medicina que abandonou os estudos para tentar ser ator. Tratava-se de Fernando Torres, que se tornaria marido da atriz. Dessa união vieram dois filhos que muito contribuiriam para a dramaturgia nacional: a atriz Fernanda Torres e o diretor Cláudio Torres. Apesar do papel pequeno no espetáculo, a atriz recebeu muitos elogios por sua atuação.

Obras que marcaram a trajetória da atriz Fernanda Montenegro
(Divulgação)

Eles Não Usam Black-Tie (1981)

No cinema, Fernanda Montenegro fez história ao interpretar, com a grande sensibilidade que lhe é característica, a personagem Romana no filme "Eles Não Usam Black-Tie". No longa dirigido por Leon Hirszman, a atriz contracena com Gianfrancesco Guarnieri. A história gira em torno do líder de um movimento grevista que resolve furar a greve após engravidar a namorada, interpretada por Fernanda Montenegro. O filme marcou época por conta do cunho político e social que eternizou a peça de mesmo nome escrita por Guarnieri nos anos 1950. É até hoje um dos filmes mais emblemáticos de nosso cinema.

Obras que marcaram a trajetória da atriz Fernanda Montenegro
(Divulgação)

Guerra dos Sexos (1983)

Fernanda Montenegro também possui uma extensa carreira televisiva. E uma das melhores telenovelas de que participou foi "Guerra dos Sexos", exibida de 1983 a 1984 pela Rede Globo. Em 2012, a Globo adaptou a novela. Na versão original, Fernanda Montenegro interpretou a protagonista Charlô, líder do grupo feminino que brigava com o grupo de homens da família por uma herança de um tio distante. A novela fez tanto sucesso que foi exportada para 14 países, incluindo Itália, Espanha, Portugal e Estados Unidos.

Obras que marcaram a trajetória da atriz Fernanda Montenegro
As telenovelas são uma grande faceta do trabalho da atriz (Adir Mera / Agência O Globo)

Central do Brasil (1998)

Entre as obras que mais marcaram a carreira da atriz está o filme "Central do Brasil", que lhe rendeu uma indicação ao Oscar na categoria Melhor Atriz. No filme dirigido por Walter Salles, Fernanda Montenegro vive Dora, uma mulher amargurada pela vida que decide levar o pequeno Josué para conhecer o pai que o abandonou quando ele era pequeno. Juntos, eles embarcam em uma jornada rumo ao sertão nordestino e, ao mesmo tempo, em uma viagem de autoconhecimento e amizade.

Obras que marcaram a trajetória da atriz Fernanda Montenegro
O diretor Walter Salles comandou Fernanda Montenegro no filme "Central do Brasil" (Jerod Harris/Getty Images Entertainment/Getty Images)

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível