O que pode fazer com que as obturações dentárias doam?

Escrito por madeleine hall | Traduzido por bruna leoncio
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O que pode fazer com que as obturações dentárias doam?
O branco no raio X é uma obturação e a cárie aparece como uma sombra escura no dente (Thinkstock Images/Comstock/Getty Images)

As obturações dentárias são procedimentos restauradores que um dentista faz para resolver o problema da cárie. O profissional remove a parte deteriorada do dente e a substitui por outro material, geralmente de metal ou resina composta. A maioria das obturações dura por bastante tempo sem causar problemas para a pessoa. Ocasionalmente, porém, elas podem ficar sensíveis e começarem a doer. São vários os motivos pelos quais isso acontece.

Outras pessoas estão lendo

Cáries e restaurações

Um dentista diagnostica a cárie de duas maneiras: através de raios X ou sondando áreas suspeitas com um instrumento chamado "explorador odontológico". O explorador é uma ferramenta usada para verificar até mesmo o menor buraco ou fissura causados pela cárie. A dentina saudável é rígida e um dentista não consegue simplesmente penetrá-la com um explorador. Se o dentista encontrar uma cárie, o explorador imediatamente entrará nela e será difícil retirá-lo de lá, pois normalmente ela é mole e pegajosa. A cárie aparece nos raios X como uma sombra escura no dente; mesmo cáries sob obturações antigas acabarão por aparecer no exame. Os materiais mais utilizados na obturação são a amálgama, uma liga de prata com mercúrio, ou a resina composta, que pode ser feita à base de acrílico ou vidro.

A obturação e o preparo para a restauração

Para remover uma cárie ou uma antiga obturação, o dentista faz uma "cavidade preliminar" no dente com o auxílio de uma broca dental de alta velocidade. Uma broca de menor velocidade e uma sonda foice retiram a parte podre. Ele medica a parte próxima ao nervo com um material que ajudará a dentina a se regenerar e banha a cavidade com um verniz isolante. Uma vez que o material da obturação estiver posicionado, o dentista ajusta a mordida e alisa as bordas. O paciente estará pronto para ir para casa com um aviso de que o dente poderá ficar sensível por determinado tempo após o procedimento.

Razões para uma nova obturação doer

Um pouco de sensibilidade é normal e esperado após uma obturação. Uma cárie pode irritar o nervo do dente, em especial se o apodrecimento for profundo, fazendo com que ele fique mais sensível do que o habitual devido à presença de prata ou resina. Desconforto com mudanças térmicas, especialmente o frio, são comuns. Ocasionalmente, o dente obturado dói ao mastigar e isso pode estar relacionado à altura da obturação, que pode estar muito "alta", fazendo com que a área seja o primeiro contato com o dente oposto. O tecido ao redor do dente também podem ficar sensível devido à injeção utilizada para anestesiá-lo. Outra sensibilidade ligada a obturações de amálgama é semelhante a um choque elétrico. Ela é chamado de "galvanismo" e ocorre quando a nova obturação reage a outros metais na hora de comer, tais como um garfo. Normalmente, a amálgama deixa de ser um problema assim que oxida.

Sensibilidade em novas obturações

As obturações não foram feitas para durar eternamente. No entanto, obturações de prata ou compostas podem durar por muito tempo com o cuidado apropriado. Em alguns casos, uma obturação fica sensível ou começa a doer; uma rachadura ou fratura por conta do estresse da mastigação é a causa mais comum. Quando o dentista remove uma cárie, é difícil conseguir livrar todo o dente das bactérias. Assim, a cárie pode se repetir, pois a bactéria dos dentes é anaeróbica, o que significa que ela não precisa de ar para sobreviver e crescer. Por causa da proximidade da obturação com o nervo, a cárie pode penetrar em sua câmara e causar a morte do dente. Neste caso, o dente não pode ser reparado com uma nova obturação e você vai precisar de um tratamento de canal. Um dente obturado pode ser sensível ao calor, ao frio e aos doces, mas não necessariamente porque alguma coisa está errada com a obturação e sim por causa da diminuição da linha da gengiva e consequente exposição da parte mais sensível do dente, chamada "cemento". A obturação também pode doer quando o pedaço remanescente de dente se quebra ou se solta. Relate todos esses sintomas ao seu dentista para que o diagnóstico e os cuidados sejam providenciados o mais rápido possível.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível