O que ocorre quando você para de tomar Lexapro?

Escrito por paul bright | Traduzido por andressa ferrari arevalo
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O que ocorre quando você para de tomar Lexapro?
A parada súbita do uso de Lexapro pode deixar o quadro pior que o de antes de iniciar a medicação (medicine image by Albert Lozano from Fotolia.com)

Outras pessoas estão lendo

Livrando-se do Lexapro

Ansiedade e depressão leve não são incomuns na sociedade americana. Quando as coisas ficam difíceis, às vezes a intervenção médica é necessária. Uma medicação que alguns médicos prescrevem para atenuar os sintomas de ansiedade é o Lexapro. Esse medicamento, como muitos outros, funciona melhor quando as instruções dadas por seu médico são seguidas corretamente. Essas instruções têm que ser observadas também quando for parar de tomar Lexapro. Mas o que acontece quando você tenta parar de tomá-lo por si só?

Como Lexapro funciona

Como mencionado anteriormente, Lexapro é um medicamento anti-ansiedade prescrito para pessoas com problemas de ansiedade e depressão. Existe um produto químico do cérebro chamado serotonina, que transmite mensagens entre os nervos. Se não houver serotonina o suficiente, a depressão ou a ansiedade podem se instalar. O Lexapro funciona como um inibidor seletivo da recaptação da serotonina (ISRS). Ele induz o seu cérebro a produzir serotonina. Alguns nervos reabsorvem a serotonina, reduzindo a quantidade no cérebro e o Lexapro impede que isso ocorra.

Sintomas da abstinência

Os sintomas de abstinência da redução gradual da Lexapro podem ser variados. Muitas pessoas experimentam o "congelamento do cérebro", em que, às vezes, sua mente se sente como tivesse congelado por alguns segundos. Outros apresentam tontura e suor que podem durar de alguns dias a algumas semanas. Independentemente dos efeitos colaterais, os médicos ainda recomendam que você lentamente tome cada vez menos sua dosagem recomendada.

Retirada abrupta vs. redução gradual

Algumas pessoas tentam sair do uso do Lexapro por conta própria, simplesmente parando de tomá-lo. O problema disso é que você não está regulando quanta serotonina está sendo produzida. Seu cérebro se acostuma com os níveis mais elevados. Ao parar com o remédio de repente, suas células nervosas passam a sugar serotonina como água em um deserto. Na verdade, você pode acabar ficando com um nível menor de serotonina em sua mente do que o que você tinha antes de você começar a tomar Lexapro. Os sintomas de abstinência podem incluir insônia, problemas urinários e o "choque cerebral", que é uma experiência em que se sente como cargas elétricas sendo despachadas em sua mente. Embora o processo possa ser angustiante, ainda é melhor a retirada gradual do Lexapro do que a parada abrupta da medicação. Haverá ainda um grau de controle quando parar desta forma. Ela também dá a sua mente a chance de produzir os níveis adequados de serotonina por conta própria, em vez de tentar captar toda a serotonina, como ocorre na parada súbita. Apenas certifique-se consultar seu médico antes de tomar a decisão de mudar de quaisquer níveis de ingestão de medicamentos prescritos, especialmente quando se trata de saúde mental.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível