Óleo de prímula e o parto

Escrito por michelle johnson | Traduzido por william ferreira
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Óleo de prímula e o parto
A prostaglandina no óleo de prímula pode incentivar o trabalho de parto a começar, amolecendo o colo do útero (Jupiterimages/Pixland/Getty Images)

Com o fim da gravidez chegando, as gestantes -- ansiosas para conhecer seus novos bebês e deixar de se sentir inchadas e enormes -- muitas vezes começam a olhar métodos que, mais cedo ou mais tarde, estimularão o parto. Um dos meios naturais para induzi-lo é o óleo de prímula, um agente de amadurecimento cervical extraído das sementes da planta prímula. Embora nenhum método de parto inicial, natural ou médico, funcione garantidamente, o uso adequado do óleo de prímula pode incentivar os processos hormonais que irão ajudar o seu trabalho de parto começar.

Nível de dificuldade:
Fácil

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Cápsulas de óleo de prímula de 500 mg

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Espere até alcançar 37 semanas de gravidez. Não se deve incentivar o trabalho de parto antes disso.

  2. 2

    Encontre um médico, parteira ou fitoterapeuta, treinado no uso de ervas para indução do trabalho de parto. Uma vez que mulheres diferentes podem reagir de forma diferente ao óleo de prímula, a orientação de um profissional de saúde experiente pode ajudar a garantir que você use a erva de forma segura.

  3. 3

    Tome diariamente de duas a três cápsulas de óleo de prímula, começando à partir da 37ª semana.

  4. 4

    Introduza de duas a três cápsulas de óleo de prímula dentro da vagina todas as noites antes de dormir, começando à partir da 37 ª semana de gestação. Use um absorvente para reter o excesso de óleo que irá escorrer para fora.

  5. 5

    Massageie o óleo de prímula diretamente em seu colo. Esmague uma cápsula para liberar o óleo e esfregue-o com um dedo limpo.

Dicas & Advertências

  • Não tente todos os métodos, escolha apenas o método que seu médico recomendou.
  • O uso do óleo de prímula pode causar complicações no parto. De acordo com um estudo do "Journal of Nurse-Midwifery" (1999), tomá-lo (via oral) pode resultar em ruptura prematura das membranas, retardar a descida do bebê, e aumentará a necessidade do aumento de pitocina e da extração á vácuo.
  • Enquanto o óleo de prímula é seguro para a maioria das pessoas, ele pode causar alguns pequenos efeitos colaterais como: dor de cabeça, náusea e diarreia. Você não deve tomá-lo se tiver distúrbio hemorrágico, convulsões ou esquizofrenia, uma vez que o óleo pode aumentar o sangramento. Pare de tomá-lo duas semanas antes da cirurgia programada.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível