×
Loading ...

Óleo de rícino para gravidez

Atualizado em 20 julho, 2017

O óleo de rícino tem sido usado por muitos anos para induzir o parto. Há relatos conflitantes sobre se é seguro, e não há nenhuma evidência real sobre sua utilidade para iniciar ou progredir trabalho de parto.

O óleo de rícino tem sido usado por muitos anos para induzir o parto (Image by Flickr.com, courtesy of gabi menashe)

O que é o óleo de rícino?

O óleo de rícino é feito a partir das sementes de mamona. É um laxativo natural e pode ser comprado em qualquer farmácia.

Loading...

Como ele funciona?

Acredita-se que o óleo de rícino estimule as contrações uterinas ao estimular as contrações intestinais. O óleo é difícil para os intestinos e as cólicas podem afetar o útero. Não há evidências de que o óleo de rícino realmente funcione na indução do parto.

Efeitos colaterais

A ingestão de óleo de rícino produzirá diarreia, cólicas e vômitos. Isso pode tornar o processo de parto muito desconfortável caso seja iniciado.

Riscos

Devido à diarreia grave, a desidratação é uma preocupação. É importante que a mãe fique hidratada, a fim de manter o nível do líquido amniótico fetal sob controle. Ficar desidratado pode prejudicar o feto e causar fadiga na mãe durante o parto.

Precauções

O óleo de rícino, possivelmente, pode causar aspiração meconial. Este não é um fato conhecido, mas acredita-se que o óleo de rícino faz com que o feto tenha um movimento intestinal dentro do útero. Se isso ocorrer, o feto aspira o mecônio imediatamente após o nascimento, com possíveis complicações fatais.

Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...