Organismos da levedura e suas reações à glicose

Escrito por eve roberts | Traduzido por giovana moretti
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Organismos da levedura e suas reações à glicose
A levedura converte açúcar em álcool (sugar image by mark humphreys from Fotolia.com)

As infecções por levedura/fermentação são comuns. Também conhecidas como candidíase, elas são causadas pelas leveduras da família Candida. Os sintomas da condição variam de aftas orais ou vaginais até infecções sistêmicas que podem afetar o corpo inteiro. A candidíase é causada por uma superproliferação das leveduras de Candida. Relata-se que um excesso de açúcar na dieta pode provocar o supercrescimento da Candida.

Outras pessoas estão lendo

Supercrescimento da Candida

A Candida albicans é uma levedura microbial encontrada nos tratos gastrointestinais da maioria das pessoas. Em um indivíduo saudável, ela pode existir alegremente como parte da flora intestinal e não deve causar nenhum sintoma. Porém, qualquer distúrbio no equilíbrio da flora intestinal pode fazer com que as leveduras Candida se proliferem. O desequilíbrio pode ser causado pelo uso de antibióticos, que matam as bactérias benéficas que controlam naturalmente o crescimento da Candida. Uma dieta rica em açúcares também pode perturbar a flora digestiva e resultar em uma superproliferação destas leveduras.

Glicose como energia

A glicose é produzida naturalmente no corpo, e é necessária para fornecer energia para o aquecimento e movimentos corporais. Ela é produzida pelo fígado, que usa as matérias-primas da comida digerida. Se comemos muito açúcar, o corpo vai conter muito mais glicose que o necessário. As leveduras Candida se alimentam dela, e se ela estiver em excesso no corpo, essas leveduras terão o ambiente ideal para se superproliferarem e causarem uma infecção sistêmica.

Açúcar e levedura

Em seu livro "Candida Yeast", a autora Angela Kilmartin explica em detalhes o complexo relacionamento entre o açúcar e a levedura. Da mesma forma que acontece quando se faz pão ou cerveja, a levedura converte o açúcar em álcool. Quando em excesso, o açúcar do corpo hospedeiro será usado pelos esporos fúngicos da Candida como uma fonte direta de energia; em outras palavras, a levedura se alimenta do açúcar excessivo e produz álcool ainda dentro do corpo.

Carga alcoólica

Onde o excesso de açúcar não é um problema, o álcool produzido pelas interações entre a Candida e a glicose podem ter um efeito antisséptico dentro do corpo e agir contra o desequilíbrio bacteriano. O álcool se torna problemático apenas quando o sistema digestivo está desequilibrado e submetido aos excessos de açúcares refinados e alimentos de conveniência. O álcool é enviado ao fígado e aos rins pra ser processado, e sobrecarrega estes órgãos. Isso significa que os nutrientes de qualidade não são processados e absorvidos adequadamente. A sobrecarga alcoólica também produz sensações de letargia.

Controlando a Candida

Profissionais de saúde natural aconselham os pacientes com Candida a limitarem estritamente seu consumo de açúcar. Na verdade, muitas pessoas relatam até os açúcares naturais de frutas como fatores agravantes quando as leveduras Candida estão excessivamente presentes no corpo. Tão logo elas se tornam um problema, podem ser difíceis de controlar; às vezes os médicos prescrevem medicamentos antifúngicos, tais como o Nystatin, para erradicá-las.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível