Que órgãos são usados no sistema respiratório dos insetos?

Escrito por janice uwujaren | Traduzido por lara scheffer
Que órgãos são usados no sistema respiratório dos insetos?
Talvez você não seja capaz de perceber, mas os insetos respiram (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Diferentemente dos humanos e outros vertebrados, os insetos não respiram enchendo um par de pulmões. A única semelhança entre a respiração dos insetos e a dos vertebrados é o sistema traqueal ramificado, que transporta o oxigênio do mundo externo para as células. Para os insetos, o oxigênio não é consumido através da boca, mas de pequenas aberturas no corpo, chamadas de espiráculos.

Como os espiráculos funcionam

Os espiráculos são pequenas aberturas encontradas no tórax e abdômen dos insetos. Quando eles estão abertos, o ar entra passivamente, permitindo que o inseto respire sem precisar fazer isso ativamente. Infelizmente, os espiráculos abertos podem causar a evaporação dos fluidos corporais do invertebrado em ambientes secos ou inundar sua traqueia em habitats aquáticos. Por isso, alguns insetos fecham seus espiráculos com músculos especializados para manter a água dentro ou fora de si, dependendo do caso.

O sistema traqueal

O ar entra no corpo do inseto através dos tubos traqueais. Eles são as únicas partes do sistema traqueal diretamente conectadas aos espiráculos. Mais a fundo no corpo do inseto, os tubos se ramificam, tornando-se menores, e continuam a se ramificar até atingirem as células internas. Em forma de espiral em quase toda a traqueia existem as fibras de apoio, chamadas taenidia, que evitam que a traqueia entre em colapso quando sob pressão, o que restringiria o fluxo de ar.

Sacos de ar

Onde a taenidia não está presente na traqueia, as membranas podem se expandir e contrair com mais facilidade. Isso leva à formação de pequenos sacos de ar que podem ser comprimidos para esvaziar ou inflados com ar, dependendo da necessidade do inseto. Um invertebrado que mergulha, por exemplo, precisa fechar seus espiráculos para evitar o afogamento. Sem o oxigênio externo disponível, ele depende do ar armazenado em seus sacos de ar para sobreviver embaixo d'água. Por outro lado, os sacos de ar também podem esvaziar para abrir espaço para o crescimento.

Traquéolas

O sistema traqueal termina em membranas cheias de fluidos chamadas traquéolas. Elas têm um longo alcance dentro do inseto, levando o oxigênio aos músculos e outras células vivas e trocando-o por dióxido de carbono. A água nas traquéolas facilita o movimento dos gases no processo de difusão. O movimento do gás oxigênio esvazia o suprimento de água delas, então uma célula em repouso tem mais líquido em suas traquéolas do que uma célula ativa.