Orquestras Big Bands dos anos 1940

Escrito por lorena cassady | Traduzido por débora santos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
 Orquestras Big Bands dos anos 1940
Como compositor e líder de Big Band, Duke Ellington teve uma influência significativa no jazz americano (Pool/Getty Images News/Getty Images)

As Orquestras Big Bands alcançaram o seu ponto alto de popularidade entre 1935 e 1945, o único período em que o jazz dominou o mundo da música nos Estados Unidos. O juke-box e o rádio disk jockey foram elementos significativos para o sucesso das Big Bands e o último fenômeno começou a fazer uma diferença na venda de discos. Isso depois levou ao rápido desaparecimento da era Big Band, começando em 1942, com a proibição de gravação de música pela Federação Americana de Músicos. Não foi até o ano de 1944 que todas as principais gravadoras concordaram em pagar as royalties para a referida federação. Muitas bandas sobreviveram e algumas continuaram a fazer sucesso nos anos 50 e até um pouco depois disso.

Outras pessoas estão lendo

Glen Miller

Entre 1940 e 1943, a Gren Miller Orquestra teve um total de 55 hits no top dez, incluindo “In the Mood” e “Tuxedo Junction”, os quais foram ambos introduzidos no Hall da Fama do Grammy. Em 1942, depois de receber uma comissão de um oficial do exército dos Estados Unidos, Miller formou uma banda do serviço militar para entreter as tropas. Ele desapareceu em 1944, no dia 15 de dezembro, depois de embarcar em um avião para Paris.

Tommy Dorsey

Apesar da popularidade da Big Band de Tommy Dorsey ter tido o seu pico entre 1935 e 1937, entre 1940 e 1946 a banda fez parceria com grandes nomes como Frank Sinatra, Buddy Rich, Chuck Peterson e Jo Stafford. Famosas gravações incluem “Well, Git it!”, “Be Careful, It’s My Heart” and “Blue Skies”. Dorsey foi um dos poucos líderes de Big Bands, juntamente com Artie Shaw e Harry James, a incluir um seção de cordas em sua banda.

Lionel Hampton

Depois de trabalhar com Louis Armstrong e Benny Goodman nos anos 30, o vibrafonista Lionel Hampton formou sua própria Big Band em 1940. E esta se tornou um dos mais populares conjuntos de jazz de Big Bands nos Estados Unidos e incluiu grandes nomes como Clifford Brown, Illinois Jacquet, Cat Anderson e Quincy Jones. “Hey-Ba-Ba-Re-Bop” foi um grande sucesso em 1945.

Stan Kenton

Stan Kenton formou sua primeira orquestra em 1941, mas não fez muito sucesso até 1943, quando lançaram o hit popular “Eager Beaver” e fizeram um novo contrato com a gravadora Capitol. Solistas da banda incluíam Art Pepper, Stan Getz, Anita O’Day e June Christie. Kenton classificou a sua música como "jazz progressivo" e apresentou seus músicos mais como uma orquestra de concerto do que como uma banda dançante. Outros hits populares foram “Across the Alley From the Alamo” e “Tampico”.

Count Basie

Count Basie é considerado um dos mais importantes líderes da era das bandas de swing. Com exceção de um breve período nos anos 50, ele liderou uma Big Band de 1935 até a sua morte em 1984. Enquanto a proibição de gravação em 1942 o desacelerou, entre 1945 e 1946, ele lançou uma série de hits, incluindo “Red Bank Blues” e “I Didn’t Know About You”. A música “Open the Door, Richard!” foi lançada em 1947. Basie terminou com sua banda no final dos anos 40, mas a formou novamente em 1952.

Duke Ellington

Duke Ellington manteve sua Big Bang unida por quase 50 anos, entre 1926 até sua morte em 1974. Ele é considerado o mais importante compositor de jazz, e usou suas habilidades para mostrar os membros da sua banda como Ben Webster, Johnny Hodges e Cootie Williams, o qual permaneceu com ele por muitos anos. Hits dos anos 40 incluem “A Slip of the Lip (Can Sink a Ship)” e “Do Nothin’ Till You Hear from Me”.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível