Paralisia na pata da frente de um cão

Escrito por tracey sandilands Google | Traduzido por rebecka villarreal
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Paralisia na pata da frente de um cão
Quando a perna da frente fica paralisada, um veterinário pode recomendar amputá-la (Hemera Technologies/PhotoObjects.net/Getty Images)

A paralisia de uma pata da frente é chamada monoplegia. A paralisação pode fazer com que seu cão arraste a perna ou pare de se mover completamente. De acordo com Alan Scott McKay, DVM, do site Pet Education, a razão para a paralisia da perna da frente é geralmente uma lesão do nervo radial, o que faz com que o cão arraste a perna ao longo do solo ou a levante e pare de usá-la.

Outras pessoas estão lendo

Nervo radial

O nervo radial começa no plexo braquial, que é um feixe de nervos localizado na parte superior da pata da frente e que se origina na medula espinhal no pescoço do cachorro e termina na pata. O nervo radial torna possível que o cão mova a perna, dobre-a e flexione os dedos. O nervo percorre o interior da coxa do cão e, em seguida, passa para a parte inferior, onde recebe estímulos sensoriais das partes externa e frontal da pata. É um grande nervo, com as fibras nervosas envolvidas por uma bainha de proteção.

Lesões no nervo radial

Uma lesão na pata pode resultar em danos ao nervo radial. O trauma é a lesão mais frequente e, dependendo da gravidade, o cão pode sofrer um dos três níveis de danos. A neurapraxia é uma perda temporária da função do nervo e geralmente sara sozinha; a axonotmeses é o dano em algumas das fibras nervosas, deixando as outras intactas, e a neurotmeses é a separação completa do nervo, com danos para ambas as fibras nervosas e sua cobertura protetora. Isso acontece com frequência quando o cão é atropelado por um carro ou cai de uma altura de 2 m ou mais.

Paralisia do nervo radial

A lesão do nervo radial deve afetar a forma como o cão usa a perna ferida. O dano mínimo ou moderado ao nervo pode resultar em paralisia temporária da perna da frente, mas o cão tem uma boa chance de recuperar o uso de sua pata quando o dano for curado. A neurotmese ou danos graves em todas as partes do nervo radial provocam a perda de sensibilidade na pata da frente e resultam em paralisia de longo prazo e perda de utilização.

Tratamento e prognóstico

O aspecto mais importante do tratamento de uma lesão do nervo radial é proteger o pé do cão de danos adicionais durante a cicatrização. Arrastar a pata ao longo do solo pode aumentar a lesão e causar danos na própria pata. Uma vez que os nervos comecem a cicatrizar, o cão poderá sentir um pouco de dor na perna e começar a lamber ou morder, causando mais danos. Se a perna não for usada, os músculos começam a atrofiar dentro de alguns dias e o cão terá de fazer fisioterapia para recuperar a força muscular. Se o cão perde todo o uso da pata, o veterinário pode recomendar a amputação para prevenir complicações, uma vez que começa a atrofiar.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível