Como tratar um cão que fica lambendo e puxando o pêlo das patas traseiras

Escrito por heather vecchioni | Traduzido por contributing writer
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como tratar um cão que fica lambendo e puxando o pêlo das patas traseiras
A dog that licks and pulls its hair could be stressed or anxious. (the dog licks lips image by Sergejs Nescereckis from Fotolia.com)

Um cão que está lambendo e puxando o pêlo de suas patas traseiras pode estar fazendo isso por alguns motivos. Uma condição médica, como pulgas ou uma infecção da pele, pode causar o comportamento, bem como uma condição psicológica. A fim de fazer o cão parar de lamber e puxar seu pêlo,você e seu veterinário devem, primeiro, descobrir qual é a causa. Uma vez que a causa esteja determinada, o tratamento pode começar.

Nível de dificuldade:
Moderadamente desafiante

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Inseticida
  • Antibióticos
  • Esteróides
  • Anti-histamínicos
  • Suplemento de ácidos graxos
  • Guloseimas
  • Colar Elizabetano

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Leve seu cachoro ao veterinário para determinar a causa de lamber e puxar o pêlo. O veterinário examinará o cachorro e olhará de perto sua pele. Ele pode até fazer um exame de sangue para determinar a causa. Se o veterinário não encontrar nada fisiologicamente errado com o cão, ele provavelmente classificará a causa como psicogênica.

  2. 2

    Você deve tratar a condição que está fazendo seu cachorro puxar e lamber o pêlo das patas traseiras. Se pulgas ou outros parasitas estão causando o comportamento, o veterinário provavelmente prescreverá um inseticida para aliviar o problema. Se o cão tiver uma infecção dermatológica, antibióticos e possivelmente esteróides serão prescritos. Se alergias são a causa, o veterinário provavelmente receitará um anti-histamínico junto com suplementos de ácido graxo.

  3. 3

    Determine o que poderia fazer o cachorro lamber e puxar os pêlos de suas pernas traseiras, se a causa for psicológica. Estresse é muitas vezes a causa desse tipo de comportamento. Por exemplo, se um neném chegou em casa e o cão não está recebendo a quantidade de atenção costumeira, ele irá exibir com frequência esse comportamento como forma de se consolar. Se possível, remova o fator de estresse. Fazer isso irá provavelmente acabar com o comportamento incomum do cachorro. Se você não puder impedir o estresse de ocorrer, você precisará treinar o cachorro para parar de lamber e puxar.

  4. 4

    Redirecione a atenção de seu cachorro para algo mais sedutor. Por exemplo, quando seu cachorro começar a lamber ou puxar, ofereça uma guloseima de que ele goste, tal como manteiga de amendoim ou linguiça de fígado. Você também pode distrair o cachorro com uma brincadeira quando ele tentar lamber ou puxar.

  5. 5

    Recompense seu cão quando ele não lamber ou puxar o pêlo. Acaricie o cachorro ou dê a ele uma guloseima quando estiver sentado ou parado de modo satisfatório sem incorrer no comportamento. Do mesmo modo, evite premiar sem intenção o cão quando ele lamber ou puxar o pêlo. Muitos donos acariciam seus cachorros enquanto eles lambem com o intuito de fazê-los se sentirem melhor. Embora eles confortem o cachorro com as carícias, eles também estão reforçando o comportamento do animal, bem como recompensando por puxar e lamber.

  6. 6

    Exercite seu cachorro regularmente. Se seu cão está estressado ou tem muita energia nervosa, exercício pode ajudar a liberar um pouco dessa energia. Cães que não têm canais para queimar sua energia irão com frequência lamber ou puxar seus pêlos, pois ficam estressados e ansiosos. Caminhar, correr, nadar ou brincar pode ajudar a diminuir o nervosismo do seu cachorro e, talvez, evitar o comportamento de lamber e puxar.

Dicas & Advertências

  • Considere colocar um colar de proteção no cão para impedi-lo de lamber e puxar seus pêlos. Fazer isso pode ajudar a curar as feridas, impedindo-o de lamber e puxar. No entanto, você também deve treinar seu cão para parar de morder e lamber juntamente com a colocação do colar.
  • Se você não consegue mudar o comportamento do cachorro por si mesmo, considere a possibilidade de contar com ajuda de um consultor de comportamento canino profissional.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível