Partes operativas de uma máquina de escrever

Escrito por brian kadigan | Traduzido por beatriz palma
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Partes operativas de uma máquina de escrever
As máquinas de escrever foram o principal método de produção de documentos individuais durante mais de um século (Hemera Technologies/Photos.com/Getty Images)

A máquina de escrever era um instrumento amplamente utilizado por escritores e homens de negócios nas épocas anteriores ao aparecimento e popularização dos computadores. Elas utilizam teclas de metal para imprimir fisicamente as letras no papel.

As máquinas de escrever foram inventadas na metade do século 19 e, inicialmente, eram completamente mecânicas. As elétricas foram introduzidas na década de 1920. Essas máquinas ainda são utilizadas em escritórios para alguns propósitos específicos, e muitos autores ainda têm uma paixão por elas.

Outras pessoas estão lendo

O básico

Uma máquina de escrever consiste em quatro elementos básicos: um instrumento para segurar e manipular o papel, um armazenamento para a tinta, uma forma de pressionar a tinta contra o papel e um método de escolher quais letras datilografar. Os detalhes variam, mas todas as máquinas de escrever operam com esses mesmos princípios. Algumas delas oferecem uma forma de apagar os erros cometidos, e os modelos mais recentes possuem memória de computador para uma edição mais avançada.

O teclado

O teclado, localizado na parte da frente da máquina, é muito similar aos teclados de computador, que se inspiraram nele. As teclas (normalmente no formato "QWERTY") controlam a datilografia; quando o usuário pressiona uma tecla, a letra correspondente é impressa no papel. As teclas "shift", posicionadas em ambas as extremidades do teclado, permitem o uso de letras maiúsculas e símbolos, assim como nos teclados de computador. Outras teclas também permitem o ajuste dos espaços ou a mudança para o modo de correção.

Os tipos e a fita

A tinta de uma máquina de escrever fica armazenada em uma fita de tecido enrolada em um carretel (ou em um cartucho), localizada na frente do papel. Os tipos são montados com uma fileira de "braços" curvos (ou, em alguns modelos mais novos, em uma esfera ou roda). Ao apertar uma tecla, a letra correspondente é pressionada no papel através da fita com tinta; quando a tecla é solta, a impressão feita pela letra continua no papel. As máquinas de escrever que possuem função corretiva usam uma tecla especial que traz uma fita corretora à posição certa para apagar ou imprimir sobre o erro.

O mecanismo do papel

O papel é enrolado ao redor de um cilindro envolvido por uma borracha, chamado de prensa. Durante a datilografia, a prensa se move para a esquerda e para a direita e rola para frente e para trás. O papel é levado junto com ela, de forma que o usuário pode escrever em qualquer parte da página. Dois botões, localizados nos extremos da prensa, podem ser utilizados para rolar a folha manualmente. Ao lado esquerdo da prensa, fica a alavanca de retorno, utilizada para terminar uma linha e mover a folha até seu canto esquerdo. Finalmente, na maioria das máquinas há métodos para determinar as margens e tabulações, seja com tabulações de metal, seja com uma tecla especial no teclado.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível