Partes e usos da árvore do bambu

Escrito por nicole papagiorgio | Traduzido por carol matos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Partes e usos da árvore do bambu
O bambu pode ser utilizado em jogos americanos (Hemera Technologies/Photos.com/Getty Images)

A árvore de bambu é, na verdade, a maior de todas as espécies de grama. Ela é encontrada em diversos tipos de clima e em países de todo o mundo, incluindo China, Austrália, Estados Unidos, Argentina e Índia. Existem várias utilidades para todas as partes da árvore de bambu.

Outras pessoas estão lendo

Brotos

Os brotos da árvore de bambu, que são os caules da planta antes da completa maturação, são comestíveis. A textura dos brotos de bambu cozidos é similar a dos caules de brócolis cozidos, podendo ser consumidos frescos ou enlatados. Os brotos de bambu são um ingrediente comum na culinária asiática. Eles também servem de alimento para os animais da selva, como pandas e lêmures (na selva, o bambu cresce naturalmente).

Seiva

A seiva da árvore de bambu pode ser transformada em pó ou ser usada na sua forma líquida natural, como creme hidratante ou aditivo cosmético. Também pode ser usada para fins medicinais e para desintoxicação. Além de ainda ser fermentada para a produção de vinho.

Folhas

As folhas da árvore de bambu são utilizadas na culinária para cozinhar no vapor ou servir pratos similarmente como se faz com as folhas de bananeira. As folhas também são comestíveis e entram no preparo de alguns pratos asiáticos. Também servem de alimento para a fauna selvagem. As folhas são utilizadas na medicina chinesa, e os seus extratos são empregados em cosméticos e itens de higiene pessoal.

Hastes maduras

As hastes maduras e ocas da árvore de bambu têm usos ilimitados, e podem ser empregadas em lugar da madeira ou do cânhamo. Alguns exemplos da utilização dessas hastes incluem: construção de casas, pisos, louças, utensílios de cozinha, tábuas de corte, gaiolas de pássaros, fabricação de móveis, instrumentos, jogos americanos, cercas e passarelas para pedestres. As hastes de bambu são fibrosas, e essas fibras entram na composição de cosméticos, loções, xampus, escovas e capachos.

As hastes de bambu também são transformadas em produtos têxteis, como lençóis e peças de vestuário. Isso é feito mecanicamente, esmagando-se as hastes até que as enzimas naturalmente presentes na planta produzam uma polpa a partir do material esmagado. Essa polpa pode, então, ser fiada em fibras para formar os tecidos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível