Passo-a-passo: Prancha de surfe de madeira oca

Escrito por matt gerrard | Traduzido por alexandre amorim
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Passo-a-passo: Prancha de surfe de madeira oca
Paddleboards são feitos normalmente com madeira oca de construção (Jupiterimages/Brand X Pictures/Getty Images)

Pranchas de surfe de madeira oca exigem mais tempo e experiência pra criar uma, ao invés de uma placa de espuma padrão, mas elas são bem mais duráveis e menos danosas ao ambiente. Como resultado, elas tendem a ser mais caras do que pranchas de espuma, é possível produzir uma sozinho com um conjunto básico de ferramentas. Entretanto, são necessárias também muita paciência e precisão, já que todas as partes precisam se encaixar perfeitamente para que a prancha tenha a força e flutuabilidade exigidas.

Nível de dificuldade:
Desafiante

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Modelo de prancha oca
  • Folhas de compensado, grandes o suficiente para acomodar seu design de prancha
  • Serra de vaivém
  • Cola de madeira
  • Tiras de madeira de balsa leve, 1,2 cm de largura, 0,4 cm de espessura, o suficiente para cobrir todo a prancha
  • Lixadeira
  • Resina de fibra de vidro

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Contorne a forma da sua prancha em uma das folhas de compensado. Mantenha seu lápis vertical ao traçar a forma no modelo. Trace a mesma forma em uma das outras folhas de compensado. Essas duas peças serão o topo e o fundo da prancha.

  2. 2

    Corte a terceira folha em tiras e uma espinha para criar o suporte interno da prancha. Comece medindo ao longo da espinha até o ponto médio entre o nariz e a cauda. Meça pelo contorno e referencie ao modelo para pegar as dimensões de uma costela horizontal. Ele deve ser tão largo quando a prancha será, e compartilhar o mesmo perfil. Cada costela deve representar uma seção cruzada da prancha nesse ponto.

  3. 3

    Corte a costela da folha, lembrando de cortar um entalhe que permitirá que ele se encaixe na espinha central. Meça ao longo da espinha outra vez, encontrando o ponto médio entre a costela do centro e o nariz, então, entre a costela central e a cauda. Continue dividindo os intervalos entre eles e adicione mais, até que estejam igualmente espaçados ao longo de toda a prancha, do nariz até a cauda.

  4. 4

    Coloque um pouco de cola de madeira em cada ponto entre as costelas e a espinha para garantir que fiquem no lugar.

  5. 5

    Coloque as tiras na armação para formar o topo do convés, colando-as ao esqueleto por baixo ao passar. Garanta que não existam intervalos entre as extremidades ou lados das tiras ao deslizar cada tira à extremidade da anterior. Preste bastante atenção aos "trilhos" que formam as laterais da prancha. A superfície coberta pode exigir que se criem várias camadas se precisar de mais força e espessura.

  6. 6

    Deixe tudo secar pela noite ou por ainda mais tempo, se necessário. Lixe toda a prancha para que as superfícies estejam suaves. Pinte a prancha com uma resina clara, lixe e repita até que se obtenha um acabamento liso e suave. Essas múltiplas camadas também irão ajudar em manter a prancha resistente à água.

Dicas & Advertências

  • Se o design da sua prancha possui uma quilha na cauda, lembre-se de inserir um bloco sólido de madeira no esqueleto para montá-la. Ela ficará sobre forças pesadas, se prendê-la apenas na superfície, ela irá romper.
  • Alguns construtores envolvem o esqueleto com filme ou resina de fibra de vidro como precaução, mas isso não deve ser necessário.
  • Use equipamentos de proteção quando trabalhar com ferramentas elétricas e fibra de vidro.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível