Como a pasta de dentes é feita?

Escrito por traci joy Google | Traduzido por marina villar
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como a pasta de dentes é feita?
Somente em 1934, os padrões da pasta de dentes que conhemos foram criados (www.flickr.com)

Outras pessoas estão lendo

Breve história da pasta de dentes

Nós usamos a pasta de dentes todos os dias, mas nunca demos muita importância à sua história ou o que está envolvido em sua produção. Embora os humanos tenham limpado seus dentes por milhares de anos com itens como espinha de peixe, pedra-pomes ou areia, a pasta de dentes como a conhecemos foi primeiramente desenvolvida em meados de 1800. Quando foi apresentada ao público, vinham em jarras de vidro e, ao final do século XIX, podíamos ver a pasta de dentes em tubos flexíveis. Somente em 1934 a Associação Dentária Americana impôs os padrões que conhecemos hoje na produção deste produto.

Ingredientes modernos

A pasta de dentes contém diversos produtos diferentes necessários. O primeiro é o aglutinante, que ajuda a unir o ingrediente líquido e sólido juntos, e afeta a aparência da pasta. Dois exemplos de aglutinantes são o alginato de sódio e o silicato de magnésio e silicato, entre alguns outros. Abrasivos como o calcário, sílica hidratada ou bicarbonato de sódio também estão na pasta de dentes, e algumas pastas incluem mais de um tipo de abrasivo. O detergente é o ingrediente que faz a pasta espumar durante o uso, e é a espuma que ajuda a retirar as partículas do dente. O detergente mais comumente usado é o lauril-éter-sulfato de sódio. Outros dois ingredientes comuns são os umectantes, que mantêm a pasta de dentes úmida e com um sabor doce, e a aromatização, como menta e canela. O fluoreto é o ingrediente final que a maioria das pastas possuem, com o fluoreto de sódio sendo o mais usado. A água é usada no processo de produção final, como também os conservantes que protegem a pasta de dentes da produção de bactérias. O benzoato de sódio é um conservante muito utilizado.

Juntando os ingredientes

Todos os ingredientes que vão na pasta de dentes são medidos, o que ajuda a manter a proporção dos ingredientes precisa. Os ingredientes são colocados em um grande tanque onde serão misturados e que pode conter mistura suficiente para fazer mais de 10.000 tubos de pasta com 100 g cada. Enquanto os ingredientes são misturados, os tubos são colocados em ordem, na qual são aspirados e enchidos com ar pressurizado, processo que certifica que as embalagens estejam limpas. O lado fechado é direcionado para baixo, e a ponta mais ampla fica aberta para ser preenchida. Os tubos passam por um equipamento que verifica opticamente se todos estão apropriadamente alinhados e os rotacional, se necessário. Eles então passam através da máquina preenchedora que bombeia o conteúdo para dentro da embalagem e, então, seguem em frente para serem grampeadas e seladas. Neste ponto, também se começa a carimbar a data de fabricação e lote.

A jornada até uma loja perto de você

Uma vez que os tubos estejam selados e carimbados, eles são colocados nas pequenas caixas de papelão, e muitos fabricantes de pastas de dentes ainda fazem esse trabalho manualmente. Amostras da produção são retiradas para o controle de qualidade, através da qual é conferido se a produção foi executada perfeitamente. Se a produção for aprovada, as pastas são encaixotadas e enviadas para as lojas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível