Mais
×

Quando é hora de pedir as contas em um emprego?

Você está preparado para decidir o seu futuro?
Creatas Images/Creatas/Getty Images

Introdução

Nunca foram pedidas tantas demissões por vontade do trabalhador na história do Brasil. No ano passado, segundo o CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), 29% das saídas aconteceram por decisão do empregado. Esse número cresce desde 2006, com exceção feita a 2009. Será que você deve ser o próximo a pedir as contas? Veja uma lista de fatores que podem ser decisivos.

Keith Brofsky/Photodisc/Getty Images

Prazer & obrigação

Certamente você já ouviu a famosa frase: “O trabalho enobrece o homem”. Esta antiga verdade absoluta está sendo cada vez mais discutida atualmente. Claro que o trabalho gera muito prazer se tiver algum sentido para o empregado, além do salário ou do bônus de fim de ano, mas principalmente os mais jovens parecem ter percebido que poucas coisas são seguras na vida e que, independente de quanto seja o salário, ainda é muito pouco se não está em sintonia com outros sentimentos como gostar do que se faz e ter orgulho do que é produzido com o seu próprio esforço.

Photodisc/Photodisc/Getty Images

Irritação: mau sinal

Todos os empregos possuem situações e atividades que não são agradáveis. Porém, é importante pensar em mudanças se a principal tarefa do seu emprego irrita você. Nas relações pessoais, desentendimentos com companheiros ou com o seu chefe são normais, mas traições ou divergências na filosofia de empresa podem ser sinais de que é melhor procurar outro lugar. Frustrações acontecem, mas é difícil encontrar a felicidade numa empresa que tem ideais com os quais você não concorda.

Jupiterimages/Comstock/Getty Images

Estrutura psicológica

Apesar de serem cada vez mais casos, as pessoas que pedem demissão precisam saber que passarão por um período de incertezas. Além da insegurança em relação ao futuro, muitas pessoas ainda precisam suportar piadinhas de gente que não está de acordo com a aposta que é decidir sair do um emprego fixo. Ainda que seja por pouco tempo, você está preparado para aceitar ajuda econômica do seu parceiro ou alguém da família? Avalie também se você está em condições psicológicas para aguentar o tranco de ficar um tempo desempregado, até encontrar uma nova oportunidade profissional.

Jupiterimages/Brand X Pictures/Getty Images

Novos projetos

É muito difícil desenvolver um projeto pessoal ou criar a própria empresa trabalhando em outro lugar. No começo, até o negócio engrenar e gerar dinheiro, é normal que você praticamente pague para trabalhar. Nesse caso, é preciso ter foco para continuar investindo e recusar possíveis propostas de trabalho que chegarem. O cenário atual apresenta novas possibilidades de trabalho, mas além de muito esforço, é preciso ter paciência para conseguir sucesso e satisfação.

Martin Poole/Digital Vision/Getty Images

Repense o seu custo de vida

O dinheiro gasto por mês também pode ser um fator decisivo para que você saiba se é hora de pedir as contas. Em primeiro lugar, é recomendado que seja feito um balanço dos seus hábitos de consumo. Você realmente precisa de tudo que compra ou tem um ritmo de vida caótico apenas para alimentar o consumismo? Depois de saber seus reais desejos, é hora de colocar na ponta do lápis e ter certeza se realmente você está disposto a largar a segurança do salário.

Jason Reed/Photodisc/Getty Images

Insatisfação com o salário

Apesar de não ser a principal causa das saídas da empresa, o baixo salário pode ter um papel importante na sua insatisfação. É muito normal que um profissional sinta-se desvalorizado se souber que uma pessoa que desempenha a mesma função ganha muito mais do que ele. Isso vale para comparações dentro da empresa ou fora dela.

Pixland/Pixland/Getty Images

Falta de desafios

Por mais que um profissional goste do seu trabalho, quase sempre perde a motivação se não aparecem novos desafios. O tempo é necessário para um bom rendimento em determinada tarefa, mas o chefe também deve saber que é fundamental propor novas tarefas e assumir riscos dentro da empresa.

Brand X Pictures/Brand X Pictures/Getty Images

O dia não termina

Outro exemplo fácil de ser identificado sobre quando é a hora de pedir as contas pode ser observado no relógio. Se você olha que horas são muitas vezes durante o dia e sente que o tempo não passa, pode ser um sinal de descontentamento com a sua função atual.