Penteados dos anos 50 e 60

Escrito por jessica ann marie | Traduzido por laura louzada
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Penteados dos anos 50 e 60
Nos anos 50, os cachos eram a maior tendência (Curlers image by Mykola Velychko from Fotolia.com)

Os anos 50 e 60 foram décadas emocionantes quanto aos penteados inovadores. Enquanto a primeira ficou conhecida pelos cabelos femininos e com movimento, a segunda foi marcada pelos cortes angulosos e formas geométricas.

Outras pessoas estão lendo

Anos 50: curto e cacheado

O cabelo comprido e liso não estava na moda nos anos 50. A última tendência era o contrário: o cabelo curto e cacheado. Algumas mulheres enrolavam as mechas com os dedos, fixando os cachos com vários grampos, enquanto outras dormiam com rolos para ficar com um visual macio e com movimento em todo o cabelo.

Anos 50: rabo de cavalo

Um dos penteados populares nesta década foi o rabo de cavalo simples e chique. O cabelo era puxado junto ao couro cabeludo e amarrado em um rabo na parte de trás. Depois de preso, um lenço de chiffon era adicionado para completar o visual.

Anos 50: Bettie Page

A Bettie Page foi uma modelo pin-up dos anos 50 que virou lenda graças ao seu estilo atrevido. O seu cabelo virou tendência entre as mulheres e continua a ser popular atualmente para aqueles que quiserem um visual rockabilly. O penteado é ondulado até o ombro. A franja é bem curta, acima das sobrancelhas, em um formato de V sutilmente curvado e enrolada para dentro.

Penteados dos anos 50 e 60
O penteado da Bettie Page é conhecido pela franja bem curta (retro girl with retro bike image by Cora Reed from Fotolia.com)

Anos 60: O corte das cinco pontas

O Vidal Sassoon, cabeleireiro influente da época, inventou este corte geométrico que foi usada pela modelo Peggy Moffitt. O nome do corte decorre do fato de ele ter cinco ângulos. A franja é longa e reta, até ir ficando gradualmente curvada em dois pontos antes da orelha. O cabelo é então cortado sobre as orelhas, em mais dois pontos atrás dos lóbulos. Por último, corta-se na altura da nuca, completando, dessa forma, o quinto ângulo.

Anos 60: chanel

O chanel tornou-se popular na década de 60. A estilista Mary Quant adorava o pentado. O cabelo costumava ser usado na altura do queixo ou acima, e aumentava um pouco em direção ao pescoço. A franja era longa e espessa a fim de enquadrar o rosto.

Penteados dos anos 50 e 60
Mary Quant continua com o mesmo corte de cabelo até hoje (Steve Finn/Getty Images Entertainment/Getty Images)

Anos 60: Twiggy

A Twiggy foi a maior modelo que surgiu nos anos 60. O seu corte andrógino, que hoje em dia virou um clássico, era copiado por meninas no mundo inteiro. O cabelo era cortado bem curto, no nível da orelha, e depois modelado em direção ao pescoço. Ele era repartido bem para o lado e fixado com gel atrás da orelha.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível