Perda de cabelo causada por níveis tóxicos de selênio

Escrito por debbie mcrill | Traduzido por mariana munhoz
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Perda de cabelo causada por níveis tóxicos de selênio
O selênio é um dos sais minerais dos quais o corpo precisa em pequenas quantidades (morgueFile.com)

O selênio -- considerado um sal mineral, como o iodo, o zinco, o níquel, o cobre, o manganês e o cromo -- é necessário para se ter seres humanos e animais saudáveis.

A quantidade desse sal minerai necessária para o corpo humano é bem pequena -- aproximadamente de 50 mg a 70 mg por dia para adultos. Para se ter uma ideia, 1000 mg formam 1 gm.

Manter um balanço apropriado é importante para uma saúde perfeita. Pouco selênio causa efeitos nocivos, mas selênio demais pode levar à queda de calo e muitas outras condições.

O primeiro sintoma de uma intoxicação por selênio é, normalmente, a queda de cabelo, que pode acontecer na cabeça, embaixo do braço, nos órgãos genitais ou em qualquer parte do corpo. Fontes de selênio incluem a dieta, o meio ambiente e até mesmo shampoos que contenham sulfeto de selênio.

Outras pessoas estão lendo

Importância

O papel que o selênio exerce no corpo permite o funcionamento da tireoide, protege o corpo do danos dos radicais livres, e reduz a ocorrência de inflamação nas juntas.

Sintomas da falta de selênio incluem descoloração dos cabelos e da pele, dor muscular e fraqueza, e o embranquecimento da raiz das unhas.

Impacto

A deficiência de selênio é rara. Normalmente, ela aparece relacionada com doenças gastrointestinais. Doença de Crohn, deficiência de iodo ou doença severas envolvendo inflamações e infecções podem diminuir os níveis de selênio no sangue. Portadores de HIV e AIDS têm um sistema imunológico enfraquecido e podem não absorver bem o selênio.

Um tratamento para aumentar os níveis de selênio deve ser feito com muito cuidado, já que o excesso dele também provoca um impacto significante no corpo. O Instituto Nacional de Saúde Americano estabeleceu que 400 mg é o nível máximo de selênio que um adulto pode tolerar.

Considerações

Os sintomas de uma superexposição ao selênio incluem perda de cabelo, lesões na pele, náusea, vômito e até mesmo a queda das unhas.

A perda de cabelo pode ser o primeiro indicador do excesso de selênio. Se você tiver começado a adicionar selênio na sua dieta na forma de alimentos ricos do sal mineral ou de suplementos, preste atenção especial ao seu cabelo. A queda normal de cabelo gira em torno de cem fios por dia. Acima disso, você deve se preocupar, especialmente se você não sofria do problema antes de aumentar seu consumo de selênio.

Fontes

Muitos alimentos contêm traços de selênio, como o cogumelo shitake e champignon, a cevada, a carne de carneiro, fígado de vitela, ovos, a aveia, frango e peru. Frutos do mar como o camarão, o atum e o salmão também contêm selênio. Esses exemplos contê somente traços do sal mineral por porção, em torno de 30 mg a 50 mg. A maioria das pessoas não absorve selênio em excesso de uma dieta normal e esses alimentos não causam a perda de cabelos e outros sintomas relacionados.

A exceção é o consumo da castanha-do-Pará, que contém de 70 mg a 90 mg de selênio por noz. Uma castanha por dia supre a necessidade diária de selênio de um adulto. O Instituto Nacional de Saúde Americano, Escritório de Suplementos alimentares adverte a só se consumir castanha-do-Pará ocasionalmente, devido à alta concentração de selênio.

Conclusão

Muitas pessoas que notam uma maior queda de cabelos procuram pelos motivos e devem considerar o consume em excesso de selênio.

A abordagem mais racional para se investigar o problema da queda é procurar pelos possíveis fatores. Se você tiver começado recentemente a consumir castanha-do-Pará com frequência ou estiver tomando um suplemento com selênio, remova-os de sua dieta. Se a queda for causada pelo excesso de selênio, seu cabelo deverá voltar a crescer assim que o selênio for removido do seu sistema.

A perda de cabelo possui diversos fatores contribuintes que devem ser investigados. Por exemplo, estresse, mudanças hormonais, condições hereditárias, micoses ou infecções por fungos também causam a queda dos cabelos. Outros fatores podem incluir medicações e até mesmo prender o cabelo muito apertado.

A menos que tenha havido um aumento específico no seu consumo de selênio, a perda de cabelo geralmente pode ser atribuída a outra causa.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível