on-load-remove-class="default-font">
×
Loading ...

Os perigos da carne moída estragada

Atualizado em 07 abril, 2017

A carne moída é usada em molhos, hambúrgueres, massas e recheios de salgados, como esfiha e pastel. O Departamento Americano de Agricultura recomenda cozinhar ou congelar carne moída congelada até dois dias depois da compra, para conservar sua qualidade. Carne grudenta ou viscosa com cheiro estranho provavelmente está estragada.

A carne significantemente desbotada ou escurecida pode estar estragada (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)

Bactérias patogênicas

A carne moída fica mais vulnerável à proliferação de bactérias, pois tem uma superfície maior exposta ao ar do que os pedaços sólidos de carne. As bactérias patogênicas podem crescer na carne que estragou, devido à falta ou insuficiência de refrigeração. Bactérias como Escherichia coli O157:H7, Salmonella, Staphylococcus aureus e Campylobacter jejuni não têm cheiro e não são visíveis, mas se desenvolvem em baixas temperaturas e causam intoxicação alimentar em humanos, o que leva a diarreia e vômitos e à morte de dois milhões de pessoas no mundo todos os anos.

Loading...

Apodrecimento por bactérias

As bactérias também se proliferam em carnes refrigeradas ou congeladas por muito tempo. Os congeladores devem ser mantidos a 4 °C ou menos, sempre. A carne estragada pode ter uma bactéria chamada Listeria monocytogenes e causar várias doenças, que podem se manifestar inicialmente como sintomas semelhantes aos da gripe. Essas bactérias podem causar meningite, encefalite e septicemia, além de infecções intrauterinas e cervicais entre mulheres grávidas.

Complicações

As bactérias em carne apodrecida podem manifestar sem sintomas em indivíduos saudáveis, sendo que pacientes com câncer, idosos, crianças e grávidas sofrem mais. A taxa de mortalidade de doenças ativas resultantes da Listeria monocytogenes é de cerca de 70%.

Considerações

A carne moída estragada é pegajosa e muitas vezes cheira mal e pode não ser utilizada, devido à aparência e ao cheiro ruim. Consumir carne estragada não é comum nos países modernos industrializados, mas pessoas de muitas áreas no Oriente Médio e África continuam usando carne não refrigerada e que já não está fresca e os esquimós consomem peixe estragado de propósito, pois ele é considerado uma iguaria, assim como em outras culturas antigas. No entanto, sempre é mais seguro consumir carne fresca e evitar a possível exposição a bactérias e doenças, em vez de ingerir alimentos suspeitos.

Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...