Mais
×

Os perigos de dirigir enquanto usa o celular

Um estudo realizado pelo Departamento de Transporte dos Estados Unidos apontou que quem digita uma mensagem de texto enquanto dirige aumenta em 23 vezes o risco de sofrer algum tipo de acidente. Já quem fala ao telefone enquanto está no volante fica seis vezes mais exposto a uma tragédia. Usar o celular ao mesmo tempo em que dirige é comum atualmente, principalmente entre os jovens, e isso ocorre mesmo após muitas campanhas veiculadas com o intuito de diminuir a prática tão perigosa. Boa parte dos automóveis novos possui dispositivos que facilitam o uso do celular para quem está no volante, como é o caso do Bluetooth. Com ele, o motorista ouve a outra pessoa através das caixas de som do automóvel e fala através do viva-voz. Essa atitude faz com que a pessoa se livre de possíveis multas, mas o risco de acidente é sempre presente.

Ao dirigir e falar ao telefone simultaneamente a atenção no volante diminui e os reflexos são mais lentos (Jupiterimages/Pixland/Getty Images)

Números assustadores

Um estudo feito no Reino Unido pelo Laboratório de Pesquisas de Transporte de Berkshire revelou que 40% dos entrevistados assumem que usam o celular enquanto dirigem. Muitos pensam que tal ato não tira muito a concentração da direção, mas os segundos sem focar no volante são fundamentais. De acordo com Creso de Franco Peixoto, mestre em transportes e professor do curso de engenharia civil da Fundação Educacional Inaciana (FEI), o condutor leva cerca de 4,5 segundos para pegar o telefone no banco do passageiro e ver o número que aparece na tela. Levando em consideração que o condutor dirigindo a 80km/h ou 100km/h demora 2,5 segundos para começar a frear diante de um imprevisto na rodovia, o tempo gasto para atender uma ligação pode ser fatal.

O condutor demora, em média, dois segundos para digitar dois caracteres no celular (Jupiterimages/Stockbyte/Getty Images)

Risco de morte

Cerca de 1,6 milhão de acidentes são causados por ano nos Estados Unidos devido ao uso do celular no volante. Além disso, segundo informações do governo americano, isso provoca a morte de 11 adolescentes por dia no País. Quem dirige e usa o celular ao mesmo tempo coloca em risco não apenas a sua vida como daqueles que estão no mesmo carro e também dos outros motoristas da via. Isso porque nesse ato o condutor tem dificuldade para trocar a marcha, não repara nas placas de trânsito e avança o sinal vermelho, além de olhar o retrovisor com menor frequência e dirigir de maneira perigosa na rua, tanto reduzindo a velocidade praticada comumente como ultrapassando a velocidade do tráfego no momento.

O risco de morte presente em falar ao celular é o mesmo quando se usa o viva-voz (Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images)

Pior do que bebida alcoólica

No Brasil foi feita forte campanha para diminuir o número de motoristas que vão para o volante após ingerir bebida alcoólica. Foram colocadas nas ruas mais blitz policiais munidas de bafômetro para medir o nível de álcool no ar dos pulmões. Tal ação foi feita visando a diminuir o número de acidentes causados pelo álcool, porém o efeito dele na direção é menos danoso do que o causado pelo celular. Isso porque segundo o governo americano, enviar mensagem dirigindo tem o mesmo risco de ir para o volante após beber quatro cervejas. Além disso, estudiosos do já citado Laboratório de Pesquisas de Transporte de Berkshire revelaram que quem conversa no celular enquanto dirige tem um tempo de reação 30% menor do que o de alguém alcoolizado.

Dirigir usando o celular é mais perigoso do que dirigir após ingerir bebida alcoólica (Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images)

Infração de trânsito

Na Inglaterra dirigir utilizando o celular pode terminar em cadeia desde 2007. Porém, no Brasil a lei não é tão rígida quanto para os ingleses. Por aqui o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) pune com quatro pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) os motoristas que utilizarem fones de ouvidos conectados a aparelhagem sonora ou de telefone celular, com multa de R$85,13. Além do risco de morte presente no ato de dirigir e usar o celular simultaneamente, o motorista pode ter que arcar financeiramente com a infração.

Dirigir e falar ao celular simultaneamente é a quarta infração mais cometida no Brasil (Jupiterimages/liquidlibrary/Getty Images)
Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article