Perigos do uso da plataforma vibratória

Escrito por kay miranda | Traduzido por ludmyla dias
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Perigos do uso da plataforma vibratória
As plataformas vibratórias foram desenvolvidas para melhorar a condição física dos astronautas (Thinkstock Images/Comstock/Getty Images)

A plataforma vibratória tornou-se uma forma das pessoas melhorarem sua forma física, a densidade óssea e a força muscular. O conceito é semelhante às máquinas giratórias de gordura que eram populares na década de 1950 em "fazendas de gordura", onde a bandagem era colocada ao redor da cintura e girava em altas velocidades. A diferença é que a plataforma vibratória é uma máquina que você sobe em cima dela e as vibrações vêm de baixo para cima. Apesar de seus muitos benefícios terem sido apontados, há alguns riscos de usar esse equipamento. Consulte o seu médico caso esteja pensando em incorporar este programa em sua rotina de exercícios.

Outras pessoas estão lendo

Plataforma vibratória básica

A NASA estudou a plataforma vibratória para ajudar os astronautas a manter a densidade óssea e reduzir a atrofia muscular enquanto eles estivessem no espaço. Muitos diriam que o que é bom para um astronauta é bom para nós. A plataforma vibratória funciona criando um piso que vibra cerca de 50 vezes por segundo. Isso aumenta a gravidade sobre o corpo para fazer a tarefa mais simples, como ficar em pé ou sentado. Se pensar sobre como os seus músculos devem trabalhar mais usando uma prancha de equilíbrio, o mesmo acontece com a plataforma vibratória, exceto pela força que é exercida sobre você.

Benefícios

As plataformas vibratórias estão se tornando um modo popular de reabilitação e treinamento para pessoas com osteoporose. As vibrações ajudam a aumentar a densidade óssea. Um treino que ajuda a reforçar os músculos da perna e força abdominal reduz a probabilidade de queda. Isso é importante em particular para as mulheres idosas, que estão em alto risco de perder a densidade óssea e fraturar ossos através de quedas acidentais. Outros estão usando a plataforma vibratória para melhorar seus treinos. Usando-a sozinha, sem incorporar uma rotina de exercícios, a plataforma vibratória faz pouco para melhorar o condicionamento físico ou no auxilio da perda de peso.

Considerações

Enquanto estas são máquinas populares em escritórios de quiropraxia, um treino em plataforma vibratória não é para todos. As mulheres grávidas não devem utilizá-la ou qualquer máquina de vibração, pois isso pode causar danos ao feto. Aqueles com lesões na coluna vertebral, tais como hérnias ou discos comprimidos, podem aumentar os danos se a máquina for utilizada, pois o corpo não vai ser capaz de manter o alinhamento adequado durante o período de vibração. Aqueles com coágulos de sangue podem aumentar o risco de acidente vascular cerebral. Embora as mulheres com problemas de densidade óssea possam se beneficiar de um treino com a plataforma vibratória, elas podem aumentar suas chances de uma queda pelo uso da máquina de forma inadequada ou sem um observador. Sempre verifique com seu médico para ver se o treinamento de vibração é adequado para você.

Perigos

Os perigos da plataforma vibratória se estendem a todos, não apenas aqueles que não devem usá-la com base em outras condições médicas. A razão é que a exposição regular à vibração pode afetar a sua visão ou o cérebro. Isso mesmo, você pode comparar os resultados possíveis perigosos da plataforma vibratória com os possíveis resultados de sacudir um bebê. Enquanto cérebros adultos não são tão suscetíveis quanto uma criança em crescimento, ainda há riscos. Clinton Rubin, professor de engenharia biomédica na Universidade Estadual de Nova York em Stony Brook, acredita que esses altos níveis de vibração podem levar ao aumento da dor nas costas, lesão da cartilagem, perda de visão e audição, bem como possíveis danos cerebrais.

Pesquisa

Ainda há muita pesquisa que precisa ser feita a respeito da plataforma vibratória e de outras máquinas de vibração. Embora há benefícios claros, é difícil determinar se eles superam os riscos. Os pesquisadores ainda não são claros quanto à frequência que uma pessoa deve fazer um treino de plataforma vibratória e como a alta frequência da plataforma vibratória deve ser aumentada.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível