Como pilotar um barco

Escrito por richard rowe | Traduzido por lara scheffer
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como pilotar um barco
O mais importante na hora de aprender a comandar um barco é praticar (Thinkstock/Comstock/Getty Images)

Antes de tentar pilotar qualquer barco, você precisa lembrar de dois fatos básicos. O primeiro é que a água não é asfalto, então, é necessário ser tão intuitivamente flexível quanto a própria água. O segundo é que não se aprende como operar um barco lendo, assim como não se aprende a lutar kickboxing assistindo "O Grande Dragão Branco". Bons pilotos de barcos precisam desenvolver a memória muscular e aprender instintos que parecem contrários àqueles que funcionam tão bem em terra firme.

Nível de dificuldade:
Desafiante

Outras pessoas estão lendo

Instruções

  1. 1

    Verifique obstáculos e o tráfego e planeje sua rota com antecedência. Pilotar um barco é como jogar xadrez. É necessário estar sempre cinco movimentos à frente, então, nunca reaja a problemas quando for possível agir para evitá-los. Quando estiver livre de tráfego, libere a bolina e navegue de ré para longe das docas. Endireite o barco e navegue calmamente para a frente. Sempre lembre-se que os barcos se movem por impulso, o que significa que você precisa liberar o gás enquanto virar ou ele não responderá.

  2. 2

    Fique de olhos nas boias vermelhas e verdes, já que elas marcam os canais de água ou "estradas" que serão usadas para navegar pela costa. Marinheiros possuem um mnemônico para as boias, "Vermelho, direita, voltar", significando que conforme você voltar para o porto, as boias vermelhas estarão à sua direita. Então, logicamente, as verdes estarão à sua esquerda quando estiver voltando e à direita quando estiver entrando em alto mar.

  3. 3

    Se for possível, vá de encontro as ondas em um ângulo de 45 graus. Bater diretamente nelas irá mandar sua popa em direção ao céu e será uma "aterrissagem" muito difícil. Se isso acontecer uma vez, pode não haver problemas, mas depois de algumas vezes ficará mais complicado. Se não conseguir passar pelas ondas em um ângulo de 45 graus, tente atingi-la quase de frente, já que se ela bater dos lados do barco, ele poderá virar.

  4. 4

    Aproxime-se do local onde vai ancorar e visualize um arco desde a frente do seu barco até esse ponto. Mantenha o barco nesse arco, fazendo pequenos ajustes constantemente no regulador de pressão e no leme, para mantê-lo no percurso. É preciso que a pressão esteja alta, mas a aproximação deve ser o mais lenta e leve possível. Depois que chegar perto o suficiente da doca, retire a bolina e peça a um assistente que a amarre para você. Depois, mude para a ré e gentilmente manobre o barco, para deixá-lo na posição final.

  5. 5

    Repita os passos de 1 a 5 pelo menos mais 3.114 vezes. A prática é a chave para melhorar as habilidades e isso também vale para os barcos. Correntes, vento e até a temperatura da água afetam como o barco irá responder às suas ações. Mesmo que alguns digam para esperar o inesperado, a navegação segura depende do entendimento das dinâmicas do barco, para que nunca exista algo como o inesperado. A habilidade não consiste em resolver os problemas, mas sim a evitá-los em primeiro lugar.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível