Piscinas acessíveis a deficientes

Escrito por kimberly turtenwald | Traduzido por juliana ferreira dos anjos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Piscinas acessíveis a deficientes
Deficientes físicos podem fazer uso de piscinas com opções de acessibilidade (Swimming pool and pool house image by Jim Mills from Fotolia.com)

A acessibilidade para deficientes é uma exigência do governo para edifícios públicos. No entanto, algumas estruturas disponíveis ao público, tais como as piscinas, não têm essa exigência. Algumas oferecem opções de acessibilidade a deficientes físicos, permitindo que aqueles que estão em cadeiras de rodas ou outras formas de deficiência aproveitem-nas. Na verdade, as piscinas podem ser terapêuticas para os deficientes.

Outras pessoas estão lendo

Entrada com rampas inclinadas

Uma entrada inclinada em uma piscina é a maneira mais fácil de torná-la acessível. Estas rampas são feitas nos mesmos padrões que as rampas terrestres de acessibilidade para deficientes. Os corrimãos são necessários em ambos os lados da rampa, com um espaçamento de pelo menos 90 cm entre os trilhos. A rampa deve ser feita de material antiderrapante. Cadeiras de rodas não são recomendadas para uso submerso, porém existem cadeiras de rodas especiais para uso na água, feitas de tubos de PVC.

Rampas de entrada ao nível da piscina

Muitas piscinas construídas para o uso de pessoas portadoras de deficiência possuem uma rampa de entrada construída ao nível da piscina. Estas rampas são uma parte do piso da piscina e permitem que um deficiente entre aos poucos na água. Esta entrada é paralela ao solo e diminui gradualmente ao entrar na piscina, até que a pessoa esteja completamente na água. Estas rampas são ideais para cadeirantes, e até mesmo para as crianças pequenas.

Elevadores de piscinas

Uma pessoa que tem dificuldade em descer uma rampa se beneficiaria de um elevador de piscina. Esses elevadores devem estar localizados a uma profundidade de não mais que 1,20 m para permitir que alguém auxilie dentre da piscina. Existem vários tipos de assentos, mas todos devem ter, pelo menos, 40 cm de diâmetro. Todos os elevadores de piscina devem ser capazes de suportar até 135 kg. As pessoas que forem utilizá-los devem ser capazes de operá-los de forma independente, a partir de seu estado de parada até a piscina. São necessários apoios para os pés em todos os elevadores. O elevador deve baixar a pelo menos 45 cm da superfície da água.

Paredes de transferência

Algumas piscinas são equipadas com uma parede de transferência para ajudar as pessoas com deficiência a entrar. Estas paredes são geralmente usadas ​​em conjunto com um outro dispositivo de acesso, tal como uma rampa. Elas têm uma ou duas hastes que permitem ao indivíduo deixar sua cadeira e ir para a piscina. A parede deve ter entre 40 e 48 cm de altura, e as barras de apoio devem ser de 60 cm de distância. A parede deve ser de 30 a 40 cm de largura para permitir que alguém se sente na parte superior e ter, pelo menos, 1,50 m de comprimento. Os cantos devem ser arredondados para evitar batidas e ferimentos.

Sistemas de transferência

Os sistemas de transferência, semelhante às paredes de transferência, são maneiras de uma pessoa com deficiência deixar sua cadeira de rodas e entrar na piscina. Uma plataforma de 48 cm de profundidade por 60 cm de largura deve estar localizada na borda da piscina, a partir de um dispositivo de mobilidade. Os degraus então descem da plataforma para a água. Estes degraus devem ter, pelo menos, 20 cm de diferença entre um e outro. Todas os degraus devem ter de 35 a 43 cm de profundidade e 60 cm de largura, com bordas arredondadas para evitar lesões. Uma barra de apoio deve estar presente ao longo dos degraus a uma altura de 10 a 15 cm.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível