Placas de vídeo 128 Bits x 256 Bits

Escrito por casey labine | Traduzido por joao marcos padua filho
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Placas de vídeo 128 Bits x 256 Bits
Placas de vídeo são especialmente importantes para jogos e à execução de pacotes 3D (video card image by TEA from Fotolia.com)

Identificar os pontos fortes e fracos de placas de vídeo não é uma tarefa fácil. Além do seu poder de processamento, você deve considerar memória, o número de processadores em linha e outros componentes. Há também a taxa de transferência de dados, ou "bitrate" do barramento que conecta o dispositivo a seu processador. Assim que houver considerado todos estes fatores, embora possa parecer contraditório, uma placa de 128 bits não é necessariamente melhor que uma de 256.

Outras pessoas estão lendo

Função

A taxa de transferência da placa se refere à quantidade de dados que ele é capaz de transferir entre a GPU e a memória RAM por ciclo de relógio. Este é um componente do processamento geral da memória ou da largura de banda. Uma largura de banda maior permite o carregamento mais rápido da tela com uma resolução melhor, o que resulta em imagens mais nítidas e de maior qualidade.

Desempenho

O real processamento e largura de banda da placa, medidos em gigabytes por segundo ao invés de bits, depende de uma combinação entre a taxa de bits do barramento e a frequência de sua memória RAM. Isso é calculado pela divisão da taxa por oito para converter-se em bytes, e então multiplica-se o resultado pela frequência em Mhz (Megahertz) da memória. Por exemplo, uma placa de 128 bits com memória de 3.000 Mhz possui 48GB/s de largura de banda. Uma placa de 256 bits com todos os outros itens iguais, terá 95GB/s de largura de banda.

Equívocos

Embora seja verdade que, com todos os itens iguais, uma placa de 256 bits ofereça o dobro da largura de banda de uma 128 bits, as duas placas não serão diferenciadas apenas pelo seu tamanho de barramento. Outros fatores, como a quantidade de memória RAM, devem ser sempre considerados. Por isso, placas devem ser escolhidas pela largura de banda geral, não por sua taxa de transferência de bits.

Usos

Tanto o modelo de 128 bits quanto o de 256 bits são indicados para a grande maioria dos usuários. Elas são mais que adequadas para uso básico, e também para jogos de orçamento e usos gerais de pacotes 3D, como o 3ds Max e o Maya. Placas poderosas continuam sendo as de 256 bits, com modelos mais potentes e caros de 320, 340 e, raramente, de 512 bits.

Overclocking

A taxa de bits de uma placa de vídeo é fisicamente limitada pelo números de pinos do processador, então não é possível fazer o overclock da mesma forma que em um processador comum. Um modelo de 128 bits nunca poderá ser levado a uma taxa de 256 bits. Pela largura de banda ser produto da taxa de bits e a frequência da memória, entretanto, é possível aumentar o processamento geral da placa, realizando overclock na memória. E, pela taxa de bits e a frequência da memória não servirem a outro propósito que a largura de banda, qualquer aumento em uma delas, gerará um aumento na banda. É dito que realizar overclock na memória é sempre mais eficiente em modelos que possuem taxas de transferência mais altas. Um aumento de 128 Mhz para um modelo de frequência de 128 bits, resulta em uma variação de 2.048 GB/s de processamento. Sendo o modelo de 256 bits, o aumento é o dobro, 4.096 GB/s.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível