O plano de saúde cobre um peeling químico facial?

Escrito por rebekah smith | Traduzido por jesse mourao
O plano de saúde cobre um peeling químico facial?
Algumas pessoas se submetem a peelings químicos devido a condições médicas (Image by Flickr.com, courtesy of Hamed Saber)

O termo peeling químico refere-se a um processo em que uma solução química é espalhada sobre a pele do rosto e do corpo para restaurar a pele, removendo as camadas externas e danificadas. Embora o processo seja principalmente cosmético, existem algumas condições médicas para a realização do método. As políticas de cobertura de seguro médico são divergentes, então é importante entender o seu tipo de plano de saúde antes de considerar este procedimento.

Usos

Os peelings químicos são usados ​​principalmente por razões estéticas, incluindo suavização de rugas, remoção de mancha e redução ou eliminação de pigmento irregular da pele. Eles podem ser utilizados no controle e na redução de acnes e remoção e redução de cicatrizes. Além de fins cosméticos, os peelings químicos podem ser utilizados para remover uma camada de pele que pode ter células pré-cancerosas e de tumores. A Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos afirma que alguns clientes acreditam erroneamente que um peeling químico pode substituir um facelift, no entanto, os peelings químicos podem ser usados ​​em conjunto com um processo de restauração.

Cobertura do plano de saúde

Os peelings químicos são tipicamente um procedimento eletivo e para fins cosméticos. Nessas circunstâncias, eles geralmente não são cobertos pelos planos de saúde. O site DocShop.com afirma que o financiamento de empréstimos é uma alternativa que pode estar disponíveis para esses procedimentos cosméticos. Se um peeling químico for medicamente necessário, no entanto, todo ou parte do tratamento pode ser coberto por apólices de seguro de saúde, como explicado pela Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos. A eliminação de células pré-cancerosas da pele é um exemplo onde o plano de saúde pode cobrir a totalidade ou parte do procedimento. Verifique a política do seu plano médico antes de se submeter a qualquer procedimento químico. Cada política será diferente e pode ter diferentes considerações. Discuta essas questões com o seu médico na sua consulta inicial.

Procedimento

A Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos oferece uma explicação completa sobre as opções de peeling químico. Os produtos químicos mais leves utilizados no processo de peeling químico são os ácidos alphahydroxy. O tratamento com esse ácido precisa de menos tempo de recuperação, e ele trata a pele seca, acne, pigmento da pele irregular e algumas rugas finas. O ácido tricholoroacetic trata das mesmas condições de pele que os ácidos alphahydroxy mas em um nível mais profundo. O peeling com fenol é o mais profundo, e proporciona um tratamento muito maior do que os dois anteriores. Este último é usado ​​para as células pré-cancerosas, pele danificada, rugas mais profundas e pele muito marcada. O fenol é utilizado somente no rosto.

O plano de saúde cobre um peeling químico facial?
Discuta todos os preparativos e expectativas com seu cirurgião plástico (Image by Flickr.com, courtesy of AR Al Hashemi)

Preparação

Antes de considerar um peeling químico, sente-se com o cirurgião plástico e converse sobre o que você espera do procedimento. Tire todas as suas dúvidas sobre o tratamento, os riscos e resultados, e o processo pós-peeling. Além disso, não tenha medo de fazer perguntas sobre a cobertura de seguro médico e qualquer documentação ou processos necessários. Após o procedimento, é importante evitar a exposição ao sol da pele quimicamente tratada. O tempo de recuperação pode ser de até 21 dias, de acordo com o Houston Medical Center.

Riscos e resultados

Apesar de serem normalmente seguros, os peelings químicos apresentam alguns riscos. Os mais comuns são irritação temporária, vermelhidão, sensibilidade ao sol, pele latejante, formação de uma crosta sobre a pele e ardor. Possíveis complicações incluem infecções, cicatrizes e pigmento clareado desigual da pele. Há sérios riscos para qualquer paciente com um histórico de problemas cardíacos.

Em alguns estados, os peelings químicos não precisam ser realizados por um médico qualificado e licenciado, de acordo com a Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos. Reduza o risco de complicações escolhendo um cirurgião plástico qualificado e experiente, e discuta com ele o seu histórico médico abertamente.

O plano de saúde cobre um peeling químico facial?
As taxas de um tratamento de peeling químico pode incluir mais do que apenas os honorários do médico (Image by Flickr.com, courtesy of AComment)

Custo

Os preços dos tratamentos, no Brasil, variam mas ficam numa média de R$150 a R$300, em sessões mais simples, e de R$600 a R$1.500, para sessões mais profundas, de acordo com o site peelings.com. Os tratamentos com fenol custam mais. Além disso, os pacientes podem ser cobrados pelo uso de uma sala de operação, internações, que podem ser de até dois dias; e uso de anestesia com os médicos anestesiologistas, quando necessário. Verifique com o seu cirurgião plástico para saber o custo exato de um peeling em sua região.