Como as plantas do deserto se adaptam ao seu meio ambiente?

Escrito por jim jansen | Traduzido por gilber de oliveira sousa
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como as plantas do deserto se adaptam ao seu meio ambiente?
Muitas espécies de plantas se adaptaram para sobreviver ao deserto. (desert plants image by Carol Tomalty from Fotolia.com)

O deserto é um ambiente hostil. Organismos de um ecossistema desértico se adaptam para sobreviver ao calor intenso e água escassa. E cada um possui seu sistema único para sobreviver, mas em geral as plantas fazem isso de maneiras semelhantes.

Outras pessoas estão lendo

Encontrar água

Uma necessidade para qualquer organismo que viva no clima árido do deserto é a água. Sem água, as funções que suportam a vida do organismo vão falhar e o organismo estará ameaçado. As plantas têm se adaptado de diversas maneiras que as ajudam a acumular água.

Plantas de ecossistemas desérticos são mais propicias a viverem em leitos de rios. Se secos ou molhados, essas áreas muitas vezes contêm água subterrânea e as plantas poderão sobreviver se as suas raízes alcançarem esse suprimento de água. Estes também são os locais mais prováveis ​​para a água se acumular quando chover. Quando a água vier, as plantas estarão lá para recebê-la.

Os nevoeiros também são uma boa fonte de água nos desertos, onde as condições são favoráveis ​​para isso. O ar se condensa e forma o orvalho nas manhãs frias, que é capturado pelas folhas e por pelos absorventes das planta.

Muitas plantas do deserto têm grandes sistemas radiculares, capazes de atingir grandes profundidades, de outro modo não poderiam fazer o uso dos suprimentos de água sob o solo seco.

Reter a Água

Uma vez que as plantas coletaram a água para seu corpo através de diversas formas, elas devem segurá-la, apesar do calor intenso do deserto, elas evoluíram e desenvolveram varias adaptações para satisfazer esta necessidade.

A maioria das plantas do deserto permanecem inativas em boa parte do ano. Durante os períodos secos elas não fazem muita fotossíntese e nem retiram muita água do ambiente. Estes períodos de dormência permitem que a planta sobreviva, mas não que cresça e nem se reproduza durante os meses mais secos do ano. Quando as plantas produzem sementes, essas novas sementes permanecem na sua camada protetora muito mais tempo do que sementes de plantas de climas mais temperados. Durante os períodos chuvosos, a água dissolve o invólucro da semente, que então cresce rapidamente.

Adaptações estruturais também são importantes para a sobrevivência no deserto. Revestimentos de cera nas folhas evitam a perda de água por evaporação, que, no deserto quente pode provocar a perda de água da superfície e do interior das folhas. As folhas também são menores nas plantas do deserto, reduzindo ainda mais a possibilidade de perda de água.

Plantas caducifólias

Plantas de folhas caducas em ecossistemas desérticos se adaptaram através do ciclo de suas folhas. As folhas destas plantas são geralmente menores e revestidas com cera para evitar a evaporação.

Em contraste com a perda anual de folhas em plantas caducas das regiões temperadas, as caducifólias dos desertos perderão suas folhas até cinco vezes ao longo do ano, perdendo-as durante as secas e criando novas quando chove. Enquanto a planta permanece em estado de dormência durante a perda de folhas.

Plantas suculentas

Plantas como os aloés possuem folhas carnudas que contêm muito do seu suprimento de água. Devido à intensa umidade em seus interiores, estas plantas são chamados suculentas. Geralmente elas dão a sensação de algo esponjoso quando tocadas, e quando cortadas revelam uma polpa suculenta, protegida por uma camada de cera exterior.

Plantas sem folhas

Muitas plantas do deserto conservam sua água não tendo nenhuma folha. Os cactos são o tipo mais abundante deste tipo de planta. Muitos cactos têm espinhos no lugar de folhas, que também realizam fotossíntese e pegam orvalho quando o clima está mais úmido. Estas pequenas estruturas também refletem a luz, reduzindo a perda de água. Durante a época de chuvas, os cactos desenvolvem sistemas radiculares temporários para absorver a água. Depois descartam suas raízes quando o solo voltar a ficar seco.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível