Plantas espinhosas com flores

Escrito por jay golberg Google | Traduzido por rodrigo calaboni
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Plantas espinhosas com flores
A buganvília produz caules espinhosos e alastrantes (Jeremy Woodhouse/Photodisc/Getty Images)

Plantas que produzem flores e contêm espinhos ao longo do caule são usadas frequentemente como ornamentos ou cercas vivas. As partes pontiagudas servem como proteção contra animais herbívoros. Em geral, esses vegetais de paisagismo são duráveis, resistem à seca e não necessitam de muita atenção. Entretanto, não devem ser plantados onde animais de estimação ou pessoas possam ferir-se com os espinhos delas.

Outras pessoas estão lendo

Piracanto

O piracanto ou espinho-de-fogo (Pyracantha coccinea) é um arbusto perene alastrante, que alcança três metros de altura e largura. O que se destaca nele são os cachos de flores brancas seguidos por bagas vermelhas no outono. Esta planta é uma das melhores produtoras de frutos ornamentais. Entretanto, seus longos caules são cobertos por espinhos afiados. Este vegetal é ótimo para locais secos e não necessita de muitos cuidados, uma vez que já estiver estabelecida. Com rápido crescimento, o piracanto pode ser moldado como cerca viva ou espaldeira. Além disso, ele é apropriado para o plantio em locais frios.

Coroa-de-Cristo

A coroa-de-Cristo ou coroa-de-espinhos (Euphorbia milii) é um arbusto pouco volumoso, que alcança 90 cm de altura. Esta planta é conhecida pela grande quantidade de espinhos, assim como pelas brácteas coloridas em torno de pequenas flores. Em condições muito secas, ela perde suas folhas e entra em estado de dormência. Este vegetal é cultivado para vários fins, como paisagem de baixa manutenção, cerca viva de pequeno porte e planta ornamental. Além disso, também é apropriado para o plantio em locais frios.

Marmelo-de-jardim

O marmelo-de-jardim ou marmelo-japonês (Chaenomeles speciosa) é um arbusto espinhoso que alcança três metros de altura e desenvolve-se em clima frio. A característica marcante dele é o grande número de flores produzidas na primavera, antes do aparecimento das folhas. Normalmente, é utilizado como cerca viva, devido ao seu emaranhado de galhos espinhosos.

Espinho-de-jerusalém

O espinho-de-jerusalém, cina-cina ou palo-verde (Parkinsonia aculeata) é uma pequena árvore decídua, que alcança nove metros em condições ideais. Ela possui caule verde-brilhante e folhagem semelhante a penas, assim como numerosos espinhos cobrindo os galhos. Este vegetal produz flores amarelas durante o verão, principalmente nos períodos chuvosos. As vagens dele são usadas como alimento para gado ou animais selvagens. Além disso, esta planta pode perder as folhas durante período de seca extrema e é apropriada para o plantio em clima temperado.

Buganvília

A buganvília (Bougainvillea glabra) é uma planta perene de clima temperado, que é alastrante e deve ser amarrada ou escorada a um suporte, para que cresça verticalmente. Este vegetal pode ser visto sobre muros ou propagando-se no solo. As brácteas dele são coloridas de vermelho, amarelo, laranja ou rosa e ficam dispostas ao redor de flores pequenas, brancas e em desenvolvimento. Os longos galhos da buganvília contêm inúmeros espinhos, podendo ser usada como cerca viva. Além disso, ela tem melhor desenvolvimento quando exposta ao sol.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível