Plantas nativas da Costa do Marfim

Escrito por lalaena gonzalez-figueroa | Traduzido por rodrigo gammaro alves nunes
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Plantas nativas da Costa do Marfim
A Costa do Marfim é o lar de uma fauna rica e agricultura de exportação (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Localizada na costa leste da África, o país chamado de Costa do Marfim depende do setor agrícola que emprega mais da metade de sua força de trabalho e conta com a porcentagem significativa das exportações. O café, a madeira, o cacau e a banana estão entre os produtos mais cultivados, apesar de não serem nativos de lá. O país possui um número de plantas e árvores que são endêmicos na região, apesar da maioria ser considerada extinta ou em risco de extinção.

Gymnostemon zaizou

O Gymnostemon zaizou é uma árvore semi-decídua encontrada primariamente entre os rios Cavally e Sassandra, na Costa do Marfim. A madeira comercial colhida é muitas vezes usada para fazer instrumentos de percussão. A Gymnostemon zaizou é listada como uma espécie vulnerável, e tem sofrido impacto negativo pela exploração madeireira e desenvolvimento em todo o país.

Cassia mannii

Uma espécie medicinal da planta Cassia que cresce em abundância em todo o continente africano, a Cassia mannii é encontrada na Costa do Marfim, Gabão, Sudão e Uganda. A casca da planta pode ser misturada a uma bebida usada para tratar problemas nos brônquios, e também pode ser usado para o curtume de couro. Suas sementes são esmagadas e usadas no tratamento da neuralgia e aplicadas a escaras na pele.

Okoubaka aubrevillei

Uma planta nativa ameaçada a costa da África Ocidental, o Okoubaka aubrevillei é usada em cerimônias religiosas e para fins medicinais. Ela é misturada a soluções tópicas usadas para tratar problemas de pele resultante da lepra e sífilis, bem como combate os efeitos de intoxicação externa. Os extratos da casca da Okoubaka aubrevillei são consumidos por pessoas em todo o mundo, como remédio contra intoxicações, letargia, depressão e alergias. A Okoubaka aubreviilei é comemorada em um selo emitido pela União Postal Universal.

Dorstenia astyanactis

Descoberta na Costa do Marfim, a Dorstenia astyanactis é considerada quase extinta devido ao desflorestamento em todo o país. A planta cresce em troncos ou ramos de árvores, estendendo suas raízes pelo chão da floresta.

Dracaena scabra

Nativa da Costa do Marfim, a Dracaena scabra é relacionada a famílias de plantas conhecidas como Dracenas e espada-de-são-jorge. Ela é uma planta de floresta tropical, caracterizada por folhas longas e em forma de triângulo com pontas afiadas.

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível