O que é pneumotórax em felinos?

Escrito por charles alex miller | Traduzido por giovana moretti
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O que é pneumotórax em felinos?
O pneumotórax pode ocorrer em gatos envolvidos em acidentes de carro (Martin Poole/Digital Vision/Getty Images)

Em um gato, os pulmões são envolvidos por um vácuo, ou espaço sem ar. A presença desse vácuo permite que os pulmões se espandam com facilidade, permitindo que o gato respire. Infelizmente, o ar vai, às vezes, entrar neste vácuo e em outras partes da cavidade do peito ao invés de entrar nos pulmões, dificultando a respiração. A condição resultante, conhecida como pneumotórax, pode ser fatal se não reconhecida e tratada imediatamente.

Outras pessoas estão lendo

Tipos de pneumotórax

Em gatos, o pneumotórax pode ser dividido em cinco grandes categorias. O primeiro tipo, pneumotórax aberto, ocorre quando um ferimento faz com que o ar entre no espaço pleural do pulmão, uma pequena área entre duas camadas de tecidos que o envolvem. O pneumotórax fechado, por outro lado, ocorre quando as vias aéreas estão fechadas, impedindo que o ar entre completamente na cavidade do peito. Um terceiro tipo de pneumotórax, conhecido como pneumotórax espontâneo, ocorre sem qualquer aviso e não é resultado de nenhum trauma. Uma quarta categoria é o pneumotórax de tensão, que ocorre quando o ar é capaz de preencher a cavidade, mas não consegue sair dela, resultando em um efeito de válvula de via única. A última categoria desta condição é o pneumotórax traumático; diferente do espontâneo, esse tipo resulta de uma lesão na cavidade do peito.

Causas

Em gatos, o pneumotórax costuma resultar de algum tipo de lesão. Neste caso, a condição é causada pela ruptura dos brônquios, traqueia, esôfago ou outro tecido do pulmão do gato. O pneumotórax que não resulta de uma lesão ocorre com mais frequência em animais mais velhos, causado pela ruptura de um cisto pulmonar. Esse tipo de pneumotórax pode resultar da rebentação de uma bolha, uma pequena estrutura patológica que ocorre dentro dos pulmões do gato, ou da pústula, uma pequena estrutura patológica externa.

Sintomas e diagnóstico

Se gatos que tiverem pneumotórax não forem tratados imediatamente, eles correm o risco de morrer. Os donos devem levar o gato ao veterinário imediatamente se o animal parecer estar respirando mais rápido. Mais de 45 respiradas por minuto é considerado incomum. Seu gato também pode ter pneumotórax se ele tiver dificuldade em respirar ou se ficar extremamente fraco durante qualquer tipo de exercício físico. O pneumotórax, em alguns casos, pode causar uma coloração azul nas gengivas e língua do animal. Ao chegar em uma clínica veterinária, o veterinário pode isolar o gato imediatamente em um gaiola de oxigênio antes de fazer qualquer avaliação física. Procedimentos comuns de avaliação incluem raios-x do peito, exames de sangue e oximetria do sangue, um exame que determina a habilidade do gato em respirar.

Tratamento

O tratamento para gatos com pneumotórax varia de acordo com o veterinário. Um tratamento comum é o uso de oxigênio suplementar para facilitar a respiração do gato. A toracocentese é outro tratamento comum para o pneumotórax. O veterinário vai usar uma agulha e uma seringa para remover o excesso de oxigênio dos pulmões do gato. Ele também pode inserir um tubo no peito do animal. Isso permite que o ar entre e saia dos pulmões em uma taxa maior, facilitando a respiração. O pneumotórax resultante de um trauma prejudicial também pode exigir uma cirurgia séria. Durante a cirurgia, o veterinário vai fazer reparos em alta escala nos pulmões do gato. Isso vai garantir que quaisquer buracos no órgão sejam selados.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível