Como podemos salvar animais em risco de extinção?

Escrito por liza hollis | Traduzido por kelly isayama
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como podemos salvar animais em risco de extinção?
No Brasil, há mais de uma centena de espécies consideradas como criticamente em risco, entre elas o peixe-boi-marinho (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Comportamentos humanos contribuem muito para o estado em que se encontra a vida selvagem ao redor do mundo. Entre caça intensa, destruição de habitats e mudanças climáticas, animais correrão risco de extinção se atitudes não forem tomadas para ajudar a salvar as populações selvagens que estão diminuindo cada vez mais. Para aqueles que querem contribuir com a saúde e a proteção destes animais, há algumas maneiras de exercer seu zelo e apoio por essas criaturas que correm o risco de desaparecer para sempre.

Outras pessoas estão lendo

Educação

Educação é, talvez, a ferramenta mais importante na proteção de animais em perigo ou em risco de extinção. Programas em escolas, locais de trabalho e comunidades podem focar em como estes animais tornam-se ameaçados e o que isso significa para a sociedade e o meio ambiente. Saber por que isso é perigoso, para os humanos e para o planeta, pode contribuir para a mudança de velhos hábitos. Desde cedo, entender a ameaça da extinção animal e suas consequências pode ajudar as pessoas a pensarem sobre como ações e comportamentos afetam espécies em perigo.

Proteção do habitat

Outra maneira crucial de proteger animais em perigo é fazer o que for possível para diminuir o impacto em seus habitats naturais. Espécies podem ser destruídas ao tererm seus lares demolidos para uso humano. Por exemplo, os micos-leões-prateados são nativos das florestas tropicais do sudoeste da Índia. Eles estão em perigo porque seus habitats estão ameaçados pela construção de plantações de chá e café. Agências de proteção à vida selvagem possuem advogados e conselheiros que desenvolvem estratégias para impedir que indústrias locais e de outras localidades causem mais estragos aos habitats pelo planeta afora.

Mudanças climáticas e conservação

Mudanças climáticas se referem às alterações nos padrões climáticos, na maioria das vezes devidas ao comportamento humano. Elas podem ser resultado de diferentes tipos de poluição e podem afetar uma série de populações animais. Por exemplo, o aumento da temperatura pode levar ao derretimento de geleiras e ao deslocamento de espécies, como ursos polares e raposas do ártico. Uma maneira de combater estes efeitos é levar em conta a quantidade de carbono que você emite. Isso inclui dar preferência para fontes “verdes” de energias, como luz solar, e plantar árvores, a fim de reduzir os níveis de gás carbônico no ar.

Doações

Um modo mais ativo de ajudar a combater a extinção de animais é contribuir doando fundos às organizações que se dedicam a protegê-los. Essas instituições, tais como o World Wildlife Fund e Save Animals from Extinction Worldwide, trabalham para promover a conscientização sobre animais em perigo de extinção, protestar contra o desenvolvimento de negócios ou indivíduos que queiram destruir os habitats naturais dessas espécies e fundar reservas ecológicas para a vida selvagem onde os animais possam ser preservados. Se você não puder contribuir com dinheiro, há também outros modos de oferecer seu tempo e serviços para essas organizações.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível